demônios, Os

Capa
Editora 34, 2005 - 697 páginas
Impressionado com o assassinato de um estudante por um grupo niilista, Dostoiévski concebeu este livro como um protesto contra os que queriam transplantar a realidade política e cultural da Europa ocidental para a Rússia. Apesar da intenção inicialmente panfletária, Os demônios é um romance magistral, à altura de Crime e castigo ou Os irmãos Karamázov.
 

O que estão dizendo - Escrever uma resenha

Comentário do usuário - Sinalizar como impróprio

Esse trecho em que o personagem recorda-se do quadro de Claude Lorrain, Acis e Galatéia, acho um dos melhores momentos da literatura universal. Há de tudo ali, presente, passado, futuro, esperança, pecado, morte, vida, arrependimento............perdão (?)...........Vale a pena ler e reler

Páginas selecionadas

Conteúdo

II
15
III
49
IV
87
V
131
VI
165
VII
209
VIII
211
IX
257
XV
403
XVI
413
XVII
425
XVIII
447
XIX
449
XX
477
XXI
507
XXII
527

X
281
XI
293
XII
313
XIII
335
XIV
377
XXIII
549
XXIV
579
XXV
609
XXVI
643
Direitos autorais

Termos e frases comuns

Informações bibliográficas