DICIONÁRIO ESCOLAR AFRO-BRASILEIRO

Capa
Selo Negro, 7 de jul de 2014 - 176 páginas
1 Resenha

A obra oferece ao leitor, em linguagem acessível, informações sobre o universo dos afrodescendentes no Brasil. Além de abordar temas como escravidão, racismo e desigualdade social, o livro apresenta biografias de personalidades negras que se destacaram e se destacam na política, nas artes plásticas, na religião, na música, nos esportes, no ensino e em muitas outras esferas da vida cotidiana brasileira. Edição revista e atualizada.

 

O que estão dizendo - Escrever uma resenha

Comentário do usuário - Sinalizar como impróprio

LER EM CASA

Páginas selecionadas

Conteúdo

Seção 1
Seção 2
Seção 3
Seção 4
Seção 5
Seção 6
Seção 7
Seção 8
Seção 12
Seção 13
Seção 14
Seção 15
Seção 16
Seção 17
Seção 18
Seção 19

Seção 9
Seção 10
Seção 11
Seção 20
Direitos autorais

Outras edições - Visualizar todos

Termos e frases comuns

Sobre o autor (2014)

 Nascido na zona suburbana carioca em maio de 1942, Nei Lopes bacharelou-se pela antiga Faculdade Nacional de Direito da atual UFRJ aos 24 anos de idade. No início dos anos de 1970, abandonando a advocacia, encetou carreira artística, tornando-se compositor profissional de música popular. Na década seguinte, destacou-se também por sua militância pelos direitos civis do povo negro, publicando, a partir de 1981 alguns livros pioneiros como, principalmente, Bantos, Malês e identidade negra; O negro no Rio de Janeiro e sua tradição musical; Sambeabá; e Novo dicionário banto do Brasil, além de artigos e ensaios no exterior e coletâneas de contos e poemas, sempre evidenciando sua condição de brasileiro afro-descendente. Na música popular, é autor consagrado em parcerias e interpretações de grandes nomes do cenário artístico brasileiro, sendo também intérprete de suas próprias obras.

Informações bibliográficas