Para a história do humanismo em Portugal Vol. 5

Capa
Imprensa da Universidade de Coimbra / Coimbra University Press, 1 de out de 2013 - 341 páginas
É esta a última obra de Américo da Costa Ramalho, o volume V dos seus estudos Para a história do Humanismo em Portugal. Nela revisita muitos dos seus temas favoritos, num abraço final e sempre fiel à sua Literatura Neolatina, a todo um conhecimento ímpar que faz deste insigne Mestre da Universidade de Coimbra o maior de todos os estudiosos do Humanismo Português e o Pater dos Humanistas contemporâneos, sempre seus discípulos. A expressão límpida do seu Português fluido e a graça fina de um ou outro pormenor, a perspicácia em encontrar algo de novo, em matérias que poderiam não passar de uexata quaestio, dão-nos a medida e a grandeza do investigador de excepção. Cidadão do mundo, foi embaixador da cultura e do nome de Portugal, na Europa, na América, na Ásia.
 

O que estão dizendo - Escrever uma resenha

Não encontramos nenhuma resenha nos lugares comuns.

Conteúdo

Prefácio
7
Nota Prévia
9
1 Cataldo Sículo em Portugal alguns tópicos
11
2 Uma carta de Cataldo ao duque de Beja
27
3 O humanista Cataldo Parísio ao serviço de D João II
35
4 Cataldo no reinado de D Manuel I 14951521
47
5 Uma carta de Cataldo ao camareiromor D João Manuel
61
6 O touro e a bigorna quatro epigramas de Cataldo
71
17 O poema De Agnetis Caede será uma fonte de Os Lusíadas?
161
18 D Sebastião na literatura novilatina do seu tempo André de Resende e D Sebastião
181
19 Anotações a um poema de André de Resende
193
20 Nótula sobre Martim ou Martinho de Figueiredo e André de Resende
199
21 Dois epigramas atribuídos a André de Resende
203
22 Humanismo na Corte de D Manuel Damião de Góis e o testemunho de Cataldo
211
23 Damião de Góis e os humanistas Portugueses
227
24 Alguns aspectos do Humanismo Goisiano
243

7 A 2ª edição dos Poemata de Cataldo e a Inquisição
81
8 Ainda Aquila em Cataldo
89
9 Velasco di Portogallo em Cataldo? Anotação a um passo da Querimonia
97
10 Nótula horaciana
103
11 Um exemplar memorável de Cataldo
107
12 Cataldo e a defesa da Europa
113
13 Cataldo e o ducado de Coimbra
121
14 Sociedade cultura e estilo epistolar em Cataldo
127
15 Cataldo na Bodleiana
137
16 Os estudos de Camões
139
25 Os humanistas e D João III
255
26 Ainda os quatro Dáimios japoneses em Coimbra 1585 Os espectáculos
267
27 Dois humanistas da Companhia De Jesus José de Anchieta 15341597 e Duarte de Sande 15471600
279
28 Latim e ideologia sobre um passo da Epistola Ad Ignatium De Moraes vv 146147 de Pedro Sanchez
291
29 Duas opiniões sobre os Germani no Portugal Quinhentista
295
30 A Europa aos olhos dos príncipes do Japão
299
31 O latim e a lusofonia
313
32 O latim língua inútil? Memórias de um aprendiz de latinista
319
Índice Onomástico
331
Direitos autorais

Outras edições - Visualizar todos

Termos e frases comuns

Sobre o autor (2013)

Américo da Costa Ramalho (1921-2013), natural de Almeida, foi um distinto aluno do Liceu D. João III, licenciou-se em 1945 em Filologia Clássica, na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, com 18 valores. Foi bolseiro do Instituto de Alta Cultura na Universidade de Oxford (1947-1949), onde teve mestres eminentes, como Fraenkel, Dodds, Denniston. Em 1954, foi nomeado Professor Catedrático da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, tendo ensinado, entre 1959-1962, na New York University como “Visiting Professor of Portuguese”. Iniciando o seu insigne cursus honorum universitário na área de Literatura Grega, o Professor Américo da Costa Ramalho impôs-se, na Academia nacional e internacional, pelo seu saber e vasta obra de referência na área de Literatura Neolatina, do Humanismo Português do Renascimento. Altos cargos desempenhou na sua Faculdade e na sua Universidade. Foi académico de número da Academia das Ciências de Lisboa, membro efectivo da Academia Portuguesa de História, membro da Hispanic Society of America, da Société des Études Latines (Paris), da Société Européene de Culture (Veneza) e da Real Academia de la Historia (Madrid). Foram-lhe atribuídos pela Academia Portuguesa de História o Prémio Laranjo Coelho e o Prémio de História Calouste Gulbenkian e “Presença de Portugal no Mundo”. Foi ainda agraciado com a Comenda da “Ordine al Merito della Republica Italiana”. 

 

Américo da Costa Ramalho (1921-2013), born in Almeida, was a distinguished student at D. João III High School, and a 1945 graduate in Classical Philosophy from the Faculty of Letters at the University of Coimbra with a mark of 18. He was grant-holder from the High Culture Institute of the University of Oxford (1947-1949), where he had eminent teachers, such as Fraenkel, Dodds, and Denniston. In 1954 he was appointed Professor at the Faculty of Letters of the University of Coimbra, having taught as Visiting Professor of Portuguese at New York University from 1959-1962. Beginning his remarkable career in the area of Greek Literature, Professor Américo da Costa Ramalho is noted amongst Portuguese and international academics for his knowledge and vast body of work in the area of Neo-Latin literature and Portuguese Renaissance Humanism. He also worked in important positions in both his Faculty and his University. He was member of the Lisbon Sciences Academy, was a permanent member of the Portuguese Academy of History, member of the Hispanic Society of America, and of the Société des Études Latines (Paris), the Société Européene de Culture (Venice) and the Real Academia de la Historia (Madrid). He was awarded the Laranja Coelho Prize by the Portuguese Academy of History, the Calouste Gulbenkian History Prize and “Presença de Portugal no Mundo”. He was also very fortunate to have been awarded a Commedation from “Ordine al Merito della Republica Italiana”.

Informações bibliográficas