Enciclopédia brasileira da diáspora africana

Capa
Selo Negro Edições, 8 de jul. de 2014 - 752 páginas
Obra que reúne, num único volume, uma significativa massa de informações multidisciplinares sobre o universo da cultura africana e afrodescendente. Traz ao conhecimento de um público amplo assuntos até agora restritos a especialistas e de difícil acesso aos leigos. Os verbetes, em ordem alfabética, abrangem uma vasta área de conhecimentos, incluindo personalidades, fatos históricos, países, religiões, fauna, flora, festas, instituições, idiomas etc. Edição revista, atualizada e ampliada.
 

O que estão dizendo - Escrever uma resenha

Comentário do usuário - Sinalizar como impróprio

Testando

Páginas selecionadas

Conteúdo

Seção 22
Seção 23
Seção 24
Seção 25
Seção 26
Seção 27
Seção 28
Seção 29

Seção 9
Seção 10
Seção 11
Seção 12
Seção 13
Seção 14
Seção 15
Seção 16
Seção 17
Seção 18
Seção 19
Seção 20
Seção 21
Seção 30
Seção 31
Seção 32
Seção 33
Seção 34
Seção 35
Seção 36
Seção 37
Seção 38
Seção 39
Seção 40
Seção 41
Direitos autorais

Outras edições - Visualizar todos

Sobre o autor (2014)

Nascido na zona suburbana carioca em maio de 1942, Nei Lopes bacharelou-se pela antiga Faculdade Nacional de Direito da atual UFRJ aos 24 anos de idade. No início dos anos de 1970, abandonando a advocacia, encetou carreira artística, tornando-se compositor profissional de música popular. Na década seguinte, destacou-se também por sua militância pelos direitos civis do povo negro, publicando, a partir de 1981 alguns livros pioneiros como, principalmente, "Bantos, Malês e identidade negra"; "O negro no Rio de Janeiro e sua tradição musical"; "Sambeabá"; e "Novo dicionário banto do Brasil", além de artigos e ensaios no exterior e coletâneas de contos e poemas, sempre evidenciando sua condição de brasileiro afro-descendente. Na música popular, é autor consagrado em parcerias e interpretações de grandes nomes do cenário artístico brasileiro, sendo também intérprete de suas próprias obras.

Informações bibliográficas