Arraes

Capa
Editora Iluminuras Ltda, 2006 - 368 páginas
Numa dessas raras manhãs ensolaradas em que as pessoas resolvem não incomodar, sentei-me com Dr. Arraes no acanhado restaurante de Zé Preguiça, em Afogados da Ingazeira, para o café da manhã. Logo cedo do dia depois do último gole de café, enquanto acendia o cachimbo, tossiu. Depois começou a falar. Então falou do seu retorno ao Brasil depois do exílio na Argélia. Fazia desfilar diante dos meus ouvidos um elenco de políticos brasileiros e pernambucanos que tentaram convencê-lo, nem sempre lealmente, a desistir da vida política em cargos e mandatos, para se retirar e se transformar numa espécie de conselheiro ferido em combate. Não aceitou. Disse que voltara para retomar a luta que a força bruta lhe tomara. Um traço definitivo do seu caráter - discreto e combatente. De um combate que não conhecia repouso, mas que não exibia estardalhaços. E é este 'Arraes', inteiro, que o Brasil conhece a mais vagar neste livro de Tereza Rozowykwiat.
 

O que estão dizendo - Escrever uma resenha

Comentário do usuário - Sinalizar como impróprio

Trecho que fala de Gripa de Sertânia (Tio Nildo)

Páginas selecionadas

Conteúdo

Seção 1
7
Seção 2
11
Seção 3
13
Seção 4
17
Seção 5
21
Seção 6
23
Seção 7
31
Seção 8
43
Seção 24
179
Seção 25
186
Seção 26
191
Seção 27
200
Seção 28
205
Seção 29
213
Seção 30
219
Seção 31
235

Seção 9
49
Seção 10
63
Seção 11
71
Seção 12
87
Seção 13
95
Seção 14
97
Seção 15
98
Seção 16
110
Seção 17
111
Seção 18
121
Seção 19
123
Seção 20
131
Seção 21
132
Seção 22
147
Seção 23
165
Seção 32
241
Seção 33
249
Seção 34
259
Seção 35
271
Seção 36
283
Seção 37
297
Seção 38
315
Seção 39
324
Seção 40
331
Seção 41
343
Seção 42
353
Seção 43
363
Seção 44
365
Seção 45
Direitos autorais

Outras edições - Visualizar todos

Informações bibliográficas