Pesquisa Imagens Maps Play YouTube Notícias Gmail Drive Mais »
Fazer login
Livros Livros 1 - 5 de 5 sobre Sois mancha, não sois gloria á Natureza, Sois do mundo o .veneno, a peste, a morte.....
" Sois mancha, não sois gloria á Natureza, Sois do mundo o .veneno, a peste, a morte. ., Alcino, eu desespero, Alcino, eu morro ! Tu, que aos delirios meus a origem sabes, Que os meus extremos viste, eo premio d'elles, E que fructo colhi, que fructo acerbo,... "
Rimas. Tom. 1, 3a ed.; 2; 3, 2a ed - Página 136
de Manoel Maria de Barbosa du Bocage - 1806
Visualização completa - Sobre este livro

Poesias, Volume 3

Manuel Maria Barbosa du Bocage, Innocencio Francisco da Silva - 1853
...gloria á Natureza, Sois do mundo o veneno, a peste, a morte . . . Alcino, eu desespero, Alcino, eu morro ! Tu, que aos delírios meus a origem sabes, Que os meus extremos viste, eo prémio d'elles, E que fructo colhi, que fructo acerbo, Vê se Amor, se a Razão merecem culto, Vê,...
Visualização completa - Sobre este livro

Obras poeticas de Bocage ...: Canções, elegias, idylios, cantatas, epistolas ...

1875
...mundo o .veneno, a peste, a morte. ., Alcino, eu desespero, Alcino, eu morro ! Tu, que aos delirios meus a origem sabes, Que os meus extremos viste, eo...Amor, se a Razão merecem culto, Vê, quaes são: ella fracu! Elle tynmno! A que tanto explendor toma em teus versos De emanação de Jove iirroga o...
Visualização completa - Sobre este livro

Obras poeticas de Bocage, Volume 7

Manuel Maria Barbosa du Bocage - 1876
...canoro Alcino»i• e apresenta-o como uma testemunha dos seus desastres: Alei no Tu, que aos delirios meus a origem sabes, Que os meus extremos viste, eo premio d'elles, E que fructo colhi (1) Na sua lucta com Macedo, Bocage affirma que• não é o sentimento da inveja que o impelle, confessando...
Visualização completa - Sobre este livro

Bocage, sua vida e época litteraria

Teófilo Braga - 1876 - 306 páginas
...canoro AlcinoD» e apresenta-o como uma testemunha dos seus desas.lres: Alcino Tu, que aos delirios meus a origem sabes, Que os meus extremos viste, eo premio d'elles, E que fructo colhi (1) Na sua lucta com Macedo, Bocage affirma que não é o sentimento da inveja que o impelle, confessando...
Visualização completa - Sobre este livro

Bocage, sua vida e epoca litteraria

Teófilo Braga, Manuel Maria de Barbosa du Bocage - 1902 - 611 páginas
...que sempre sonhei fataes verdades. Alcino ! eu desespéro ; Alcino, eu morro ! Tu, que aos delirios meus a origem sabes, Que os meus extremos viste eo premio d'elles, Vê se Amor, se a Rasão, merecem culto ! Amor sabes cantar ; eu sei choral-o ; Innata propensão domina...
Visualização completa - Sobre este livro




  1. Minha biblioteca
  2. Ajuda
  3. Pesquisa de livros avançada
  4. Download do PDF