Imagens da página
PDF
ePub

guerra, manterei tregoas, e paz segundo por S. Mg.e ou V. Ex.a me for mandado, e a d.a Cap.nia não entregarei a pessoa alguâ de qualquer estado, grâo, dignidade, ou preheminencia, que seja, senão a S. Mg.', como meu Rey, e Senhor natural, ou a V. Ex.a como seu Gov.', e Cap.m gn.' ou ao Brigadeiro José da Silva Paes, a quem S. Mg.e na auzencia de V. Ex.a tem determinado a governe por carta de quatro de Janr.° de mil settecentos, trinta e sinco, ou a quem succeder no Governo desta Cap.nia, por ordem de S. Mg.e ; logo sem delonga arte, ou cautela, estado, e em tempo que qualquer pessoa me der carta por sua real mão assinada com o sello, e signete de suas armas, porque me tire o d.o preito, e homenagem, que hora faço a S. Mag.e, e a V. Ex.a em seu nome nas suas mãoz huâ, duas, e tres vezes segundo uzo, e costume do Reino de Portugal, e prometo, e me obrigo que tenha, e mantenha, cumpra e guarde este preito, e homenagem, e todas as clauzulas, e condições delle, e cada huâ dellas sem fraude, engano, ou cautela, nem minguamento : o que tudo juro aos Santos Evangelhos, em que ponho as mãoz de bem, e verdadeiramente guardar em tudo o serviço de S. Mg.e, e direito âs partes : — E o d.° Gov., e Cap.m gn. Gomes Fr.e de Andrada lhe tomou o d.o preito, (homenagem, de que mandou fazer este termo, e sendo testemunhas prezentes Fr. Joze de Vas.los Cavallro professo da Ordem S. João de Malta, e Cap.m de mar e guerra das Fragatas da Corôa, e o Cap.m de mar e guerra An.to de Mello Callado, q. assestiram a este acto) q todos comigo Jozé Ferr.a da Fonte Secretr.o do Gov.no assinarão em d.o dia.—Gomes Fr.e de Andrada.-Mathias Coelho de Souza.Fr. Jozé de Vasconcellos. An.co de Mello Callado.

Termo de retificação de homenagem que fez o Snr. Brigadr.o

Jozé da Sylva Paes pello Governo desta Capitania do
Rio de Janr.o.

Aos sinco dias do mes de Março de mil settecentos trinta, e oito chegando a esta Cidade o Brigadeiro Jozé da Sylva Paes lhe entregou o Governo desta Capitania o Mestre de Campo Mathias Coelho de Souza na forma da instrução, que lhe deixou o Ex.mo Sñr. General Gomes Freire de Andrada, e da homenagem, que em suas mãos deo ; e pello dito Brigadeiro foi dito, que elle retificaua por este termo a homenagem, que havia jurado em doze de Março de mil settecentos trinta e sinco nas mãos do dito Governador, e Capitão General Gomes Freire de Andrada quando por carta de S. Mg.e de quatro de Janeiro do mesmo anno lhe encarregou o Gov.° della, e foi dezobrigado por termo de vinte tres de Mayo de mil settecentos, e trinta e seis chegando das Minas geraes o dito Governador e Capitão general, e que promette, e se obriga a guardar o dito Governo com a mesma subordinação, e declarações conteudas na dita homenagem, que deo e de que outrosim se regulara em tudo a instrução que lhe deixou o dito Governador e Capitão General, e de como asim se obrigou e prometeo asignou este termo com o dito Mestre de Campo Mathias Coelho de Souza. Rio de Janr.° dia e era supra. E eu Jozé Ferr.a da Fonte Secretr. do Gov.no o subscrevi. — Foseph da Silua Paes. Mathias Coelho de Souza.

Homenagem q. deo Diogo de Souza pela Fortaleza da Ilha

das Cobras.

SebastiaAndradager

Ao primeiro dia do Mez de Março do anno de mil settecentos trinta e noue nesta Cidade de Sam Sebastião do Rio de Janeiro nas cazas em que rezide o Ex.mo Sñr. Gomes Freire de Andrada Gouernador e Capp.m Gn.al desta Cappitania com o Gouerno da das Minas Geraes fez preito e homenagem em suas maons Diogo de Souza pela Fortaleza da Ilha das Cobras posto de joelhos com as maons entre as do mesmo Snr. Gouernador e Capp.m Gn.al na forma seguinte.

$ Eu Diogo de Souza faço preito, e homenagem a S. Mg.e nas maons de V. E. como seo Gouernador e Capp.m General destas Capp.nias pelo Gouerno da Fortaleza da Ilha das Cobras, de que o mesmo Snr. he servido encarregarme pela patente em que me nomiou Sargento Mór della para que a tenha, guarde, e gouerne pello dicto Snr., ao qual acolherey na dita Fortaleza, altos, e baixos della, de dia, ou de noite, a pé, ou a caualo, a quaesquer horas, e tempo, que seja, irado, e pagado com poucos, ou com muitos vindo em seo livre poder e della farei guerra, e manterei tregoas e paz segundo por S. Mg.e e V. E, me for mandado e a dita Fortaleza não entregarei a pessoa alguâ de qualquer estado, gráo, dignidade ou preheminencia que seja, senão a S. Mg.e como meo Rei, e Senhor natural, ou a certo recado seo logo sem delonga, Arte ou cautela, estado, e tempo que qualquer pessoa me der carta de S. Mg.e por sua real mão assinada, e sellada com o selo, ou signete de suas armas. porque conste hauerme levantado e dezobrigado deste preito, e homenagem, que ora faço ao mesmo Snr. nas maons de V. E. huâ, duas e trez vezes segundo uzo e custume do Reino de Portugal, e prometto, e me obrigo, que tenha, e mantenha, cumpra, e guarde inteiramente este preito, e homenagem, o que tudo juro aos Santos Euangelhos, em que ponho as maons de bem, e verdadeiramente guardar o serviço de S. Mg.e. E o dito Ex.mo Snr. Gn.al Gomes Freire de Andrada lhe tomou o dito preito, e homenagem em nome de S. Mg.e em obseruancia de hua patente do dito Snr. de vinte oito de Agosto do anno passado pela qual foi seruido fazer merce ao dito Diogo de Souza de Sargento Mor Gov.r da dita Fortaleza de que mandou fazer este termo sendo prezentes como testemunhas que asestirão a este acto o Brigadeiro Jozé da Silva Paes e o Mestre de campo de hum dos Terços da Guarnição desta Praça Mathias Coelho de Souza, que todos asinarão. E eu Antonio da Rocha Machado Secretr.o do Governo o fiz escrever.- Gomes Fr.e de Andrada.Diogo de Souza.- Joseph da Silua Paes. Mathias Coelho de Souza.

Homenagem

q.° deo o D.' Manoel Correa Vasques pela

Alcaidaria mor desta Cid.

Ao primeiro dia do Mez de Março de mil settecentos e trinta e noue annos nesta Cidade de S. Seb.m do Rio de Janeiro naz cazas em que rezide o Ex.mo Snr. Gomes Freire de Andrada Gouernador, e Capp.m Gn.al desta Cappitania com o Gouerno da das Minas G.es fes preito, e homenagem em suas maons o Doutor Manoel Correa Vasques pela Alcaidaria mor desta

de Janei a s. Minias pela recolherei

bite a pé, ou a caurecolherei nesta Cidade de que o mesmo Semi

Cidade posto de joelhos com as maons entre as do mesmo Senhor Gouernador, e Capp.m Gn.al na forma seguinte.

Eu Manoel Correa Vasques, que ora fui eleito por El Rei nosso Senhor para servir de loco Thenente do Alcaide mor desta Cidade de S. Sebastião do Rio de Janeiro, de que he proprietario o Visconde da Asseca faço preito, e homenagem a S. Mg.e nas maons de V. E. como seo Gouernador e Capp.m General destas Cappitanias pela dita Alcaidaria mor, de que o mesmo Snr. hê servido encarregarme, ao qual recolherei nesta Cidade, altos, e baixos dela, de dia, ou de noite a pé, ou a cauallo, a quaesquer horas e tempo que seja, irado, e pagado com poucos ou com m.tos, vindo em seo livre poder como bom, e leal vassallo, e quanto em mim for terei sempre em deffenção a dita Cidade, e as cadeas e prizões, que nella hâ fortificadas, e reparadas para que não fujão os prezos que por ordê da justiça estiuerem nellas, e a esta ajudarei em todos os cazos que me for requerido, e de tudo o sobredito faço preito, e homenagem a S. Mg.e nas maons de V. E. huâ duas e tres vezes segundo uzo, e custume do Reino de Purtugal, e me obrigo de cumprir, e guardar inteiramente o refferido, sem arte cautela engano, nem minguamento algum o que tudo juro aos Santos Euang.os e de que cumprirei em tudo o que imcumbir a dita Alcadaria mor, e ao serviço de S. Mg. E o dito Ex.mo Snr. General Gomes Fr.e de Andrada lhe tomou o dito preito, e homenagem em nome de S. Mg.e em obseruancia de hua Prou.m do dito Snr. de quatorze de Outubro de mil settec.s trinta e oito pela qual foi servido nomiar ao dito D. Manoel Correa Vasques in loco Thenente do Alcaide mor, desta Cidade, de que mandou fazer este termo sendo prezentes como testemunhas q.e assestirão a este acto o Brigadeiro Jozé da silua Paes, e o M.e de Campo de hum dos Terços da Guarnição desta Praça Mathias Coelho de Souza que todos asinarão, e eu Antonio da Rocha Machado Secretario do Governo o fiz escrever. — Gomes Fr.e Andrada. M.el Cor.a Vasq.es Jozeph da Silua Paes. Mathias Coelho de Souza.

Aos sete dias do mez de Abril de mil settecentos trinta e noue annos nesta Cidade de Sam Sebastião do Rio de Janeiro nas cazas em que rezide o Ex.mo Senhor Gomes Freire de Andrada Gouernador e Cappitão General desta Cappitania com o Gouerno da das Minas geraes, sendo prezente o Mestre de Campo Mathias Coelho de Souza disse, que como pela occasião de passar o dito Ex.mo Snr. Gn. âs Minas Geraes recahia sobre elle o Gouerno desta Cappitania, retificaua por este termo a homenagem que nas suas maos havia jurado em quinze de Nouembro de mil settecentos trinta e sette, e que se obriga a gouernar na forma que na dita homenagem se contem, e declára, cumprindo em tudo com as obrigações della. E de como assiin se obrigou assinou este dito termo de retificação com o d.° Ex.mo Snr. General que o mandou fazer, e eu Pedro Fagundes Varela Official da Secretaria do Gou.° q. sirvo de Secretr.o o escrevi. — Gomes Fr.e de Andrada. Mathias Coelho de Souza.

Aos treze dias do mez de Setro de mil settecentos trinta e noue annos nesta Cidade de Sam Sebastião do Rio de Janeiro em as cazas em que assiste o Mestre de Campo Mathias Coelho de Souza a cujo cargo está o Gouerno desta Cappitania fes preito e homenagem pella da Prahibuna do Sul dos Campos dos Goaitacazes o Cappitão de Infantaria Manoel Carualho Lucena de cujo Gouerno foi encarregado 'pello d.° M.e de Campo Gouernador interino, posto de joelhos com as mãos entre as suas sobre o Missal dos Santos Euangelhos na forma seguinte.

Eu Manoel Carualho de Lucena faço preito e homenagem a S. Mg.e e a V.S. em seo nome como seo Gour destas Cappitanias pela da Prahiba do Sul dos Campos dos Goaitacazes de cujo Governo me tem hora encarregado para que a tenha, guarde, e gouerne pelo dito Snr., ao qual acolherei na dita Cappitania altos e baixos della de dia e de noite a pe, ou a cauallo, a quaesquer horas e tempo, que seja, hirado ou pagado com poucos, ou com muitos vindo em seo livre poder, e della farei guerra e manterei tregoas, e pas segundo por S. Mg.e ou V. S. me for mandado, e a dita Capp.nia não entregarei a pessoa alguâ de qualquer estado, grâu, ou preeminencia que seja senão a S. Mg.e meu Rey e Snr. natural, a V. S. como seo Gouernador, ou a quem socceder no Gouerno desta Cappitania e a seo certo recado logo sem delonga arte, ou cautela, estado, e tempo, que qualquer pessoa me der carta por sua real mão assignada, e sellada com o sello, ou Signete de suas armas, e de V. S. por q. me tirem o dito preito, e homenagem que hora faço a S. Mg.ee a V.S. em seo nome nas suas mãos huâ duas e trez vezes segundo uzo e custume do Reino de Portugal, e prometo, e me obrigo, que tenha, e mantenha, cumpra, e guarde inteiram.te este preito, e homenagem, e todas as clauzullas, e condições dele e cada huma dellas sem fraude, engano, cautella, nem minguamento, e tndo juro aos Sanctos Evangelhos em que ponho as mãos de bem e verdadeiramente guardar o seruiço de S. Mg.e e o direito as partes. E o dito Mestre de Campo Gou.' interino lhe tomou o dito preito, e homenagem de que mandou fazer este termo em que assinou com o dito Manoel Carualho de Lucena sendo testemunhas prezentes, que assestîrão a este acto Francisco Cordouil de Siqueira e Mello Prou.' da Fazenda real desta Cappitania, e o Mestre de Campo ad honorem Pedro de Azambuja Ribr.', que todos commigo Pedro Fagundes Varella Official da Secretaria do Gouerno q. siruo de Secretario delle asignarão em d.o dia. -- Mathias Coelho de Souza. - Fr.co Cordovil de Segia e Mello. P. Azābuja Ribr. M.cl de Carvalho Lucena.Pedro Fagundes Varella.

Homenagem do Capitão M.el Alv.s da Fon.ca da Fortaleza do

Viragalhon

Aos vinte e quatro dias do mes de Agosto de mil settecentos e quarenta, nesta Cidade do Rio de Janeiro nas cazas em que reside o Mestre de Campo Mathias Coelho de Souza, a cujo se acha o Governo desta Capitania, e suas anexas, fez preito, e homenagem em suas mãos Manoel Alz. da Fonseca, pella Fortaleza do Viragalhon, em virtude de huâ Patente de S. Mag.e pella

hanteramennpuds John Datorita de Mar qual o mesmo Senhor foi servido prover ao dito Manoel Alz. da Fonseca no posto de Capitão de Infantaria paga com o Governo dita Fortaleza posto de joelhos com as mãos entre as do mesmo Mestre de Campo sobre o Missal dos Santos Evangelhos na forma seguinte.

Eu Manoel Alz. da Fonseca faço preito, e homenagem a S. Mag.e nas mãos de V. S.a em seu nome, como seu Governador destas Capitanias pello Governo da Fortaleza do Viragalhon, de que o mesmo senhor me têm feito

I estado, grão, olio, e a dita Forteoas, e pa

merce, pello posto de Capitão de Infantaria paga della para que a tenha, guarde, e governe, pelo ditto Senhor, ao qual acolherei na dita Fortaleza, altos, e baixos della, de dia, e de noute, a pê, ou a cavallo a quaesquer horas, e tempo que seja, irado, e pagado, com poucos, ou com muitos, vindo em seu livre poder, e della farei guerra, e manterei tregoas, e paz, segundo por S. Mag.e, e V, S.a me for mandado, e a dita Fortaleza não entregarei a pessoa alguâ de qualquer estado, grâo, Dignidade, ou prehiminencia que seja, senão a S. Mag.e como meu Rey, e senhor natural, ou a certo recado seu, logo sem delonga arte, ou cautela, estado, e tempo, que qualquer pessoa, me der carta de S. Mag., por sua real mão assignada, e sellada, com o sello, ou signete de suas Armas, por que conste haverme levantado, e dezobrigado deste dito preito, e homenagem que hora faço ao mesmo Senhor, nas mãos de V. S.a, huâ, duas, e trez vezes, segundo, o uzo, e custume dos Reinos de Portugal, e prometo, e me obrigo, que tenha, e mantenha, cumpra, e guarde inteiramente, este preito, e homenagem, o que tudo juro, aos Santos Evangelhos, em que ponho as mãos, de bem, e verdadeiramente guardar o serviço de S. Mag.e E o d.° M.e de Campo Mathias Coelho de Souza lhe tomou o d.° Preito e homenagem em nome de S. Mag.e em observancia de huâ Patente do d.o Senhor de vinte de Setr.o de mil settecentos e quarenta, por q. foi servido fazer m.ce ao dito Manoel Alz. da Fon.ca do posto de Cap.am della , de que mandou fazer este termo, sendo prezentes como testemunhas, que assestirão a este acto o Mestre de Campo do Terço novo José de Moraes Cabral e o Cap.m José Luiz Sayão que ambos assignarão comigo Ant.o da Rocha Machado Secretario deste Governo. Declaro haver dado o dito pleito, e homenagem aos seis dias de Novembro do mesmo anno de mil e settecentos e quarenta. — Jozé de Moraes Cabral.- Joseph Luiz Sayão.-Antonio da Rocha Machado. Manoel Alues da Fon.ca

le de Sie settecento do pos testemunhastales cadena Na

q foi serv

Campo de mentes como sto de Cap.

Omenagem ao Sarg.to mor Thomaz Gomes da S.a pello Governo

da Fortaleza da Ilha das Cobras

Aos seis dias do mez de Novembro de mil settecentos e quarenta nesta Cidade de S. Sebastião do Rio de Janeiro nas cazas em que rezide o Mestre de Campo Mathias Coelho de Souza, a cujo cargo estâ o Gouerno desta Capitania, fez preito, e homenagem em suas maons Thomas Gomes da Silva Sargento mor de hum dos Terços da Guarnição desta Praça pella Fortaleza da Ilha das Cobras (de cujo Gouerno foi encarregado) posto de joelhos com as maons entre ao do mesmo Gouernador na forma seguinte.

$ Eu Thomas Gomes da Silua faço preito, e homenagem a S. Mg.e nas maons de V. S. como seo Gouernador desta Capitania, pella Fortaleza da Ilha das Cobras, de que V.S. me encarrega da parte do mesmo Sñr., para que a tenha, guarde, e gouerne, ao qual acolherei na ditta Fortaleza, altos e baixos della de dia, ou de noite a pé, ou a cauallo a quaesquer horas, e tempo, que seja irado, e pagado, com poucos, ou com muitos vindo em seu liure poder, e della farei guerra, e manterei tregoas, e pás, segundo por S. Mg.', e V. S. me for mandado, e a ditta Fortaleza não entregarei a pessoa alguâ de qualq.'

« AnteriorContinuar »