Imagens da página
PDF
ePub

Por este termo de fiansa me obrigo eu Fran.co de Alm.da Sylua morador nesta cidade, e nella homem de negocio, a que Ignacio Geraldes (aqui tambem assignado) m.tre do Bargantim Nossa Senhora da Luz, e Sam Fran.co Xauier que uay p.a a Ilha da Madr.a, a que não leue a bordo do seu Nauio, pessoa alguma sem licença do Sñor. Gou.or Antonio de Britto; e q.do o faça, pagarey por cada hûa dois mil cruzados, e sendo omiziado ou outro algum regulo, pagarey seis mil cruzados, tudo p.a a faz.da real, sugeitandome juntam.te as mais pennas q. o d.° Sñor for seruido emporme de se contrauir a sua ordem. Rio de Janr.° a 27 de Setembro de 1718.--Ignacio Geraldes.-Franco de Almd.a Sylua.

Por este termo de fiansa me obrigo eu Raphael Gluston morador nesta cidade e nella homem de negocio, a que Domingos Muniz (aqui tambem assignado) Capp.am da Gallera Santa Ritta que uay p.a a Ilha do Fayal, a que não leue a bordo do seu Nauio, pessoa algúa sem Licença do Sñor. Gou.or Antonio de Britto, e quando o faça, pagarey por cada hum, dois mil cruzados, e sendo omiziado, ou outro algû regulo, pagarey seis mil cruzados, tudo p.a a fazenda real ; sugeitandome juntam.te as mais pennas que o d.° Sñor. for seruido emporme de se contrauir a sua ordem. Rio de Janr.9 a 27 de Setenibro de 1718.-Domingos Muniz-Re. Gulston.

o algû regu.e as mais penkio de Janr.

· Por este termo de fiansa me obrigo eu Pedro de Pinho e Sylua m.or nesta cidade, a que o Sarg.to mor Manoel de Pinho, q. uay prezo pia as minas do ouro, a que não fuja no cam.o athe chegar a entregarse a prizão donde for entregue, e q.do fuja pagarey tres mil cruzados p.a a fazenda real, sugeitando me juntam.te as mais pennas que o Sñor. Gou.or for seruido emporme. Rio de Janr.° a 26 de Outubro de 1718.--P.° de Pinho e Silua.

Fica dezobrigado o sup.e desta fiansa por despacho do Gou.or An.to de Brito de 4 de Jan.ro deste anno de 1719 por constar por certidão do Secretario do Gouo das minas, hauer sido entregue o prezo ao Gouernador dellas.-Rio a 5 de Jan.ro de 1719.

Por este termo de fiança me obrigo eu Pedro de Pinho morador nesta cidade de pagar a Fazenda Real os direitos de quatro escrauos q leua o sargento mor Manoel de Pinho Henriques p.a as minaz a comboyar o seu facto, no cazo que os não torne a aprezentar nesta Sacretaria, os quais sam,—AmbrozioFrancisco-Andre-e Roque. Rio de Janeiro a 27 de Outr.° de 1718.-P. de Pinho e Silva.

Por este termo de fiança me obrigo eu Manoel da Costa, M.e da Sumaca Nossa Sr.a da Victoria, qui vou p.a a villa de Santos de entregar ao gouernador della dous Françezes, Gabriel, e Antonio, que os trouçe em minha comp.a por hordem do d.o Gou.or p.a ajuda da mareacão da d.a Sumaca ; o que ãon fazendo pagarey seis centos mil rs. nesta cidade para a Faz.a Real. Rio de Janeiro a 15 de Dezembro de 1718.Manoel da Costa.

Fica dezobrigado o M. Manoel da Costa, por ter entregue os d.os dois francezes en Santos a hordem do Gou.or della. Como constou do recibo do d.' Gou.or. Rio de Janr.° a 15 de Abril de 1719.

Por este termo de fiança me obrigo eu Antonio da Costa mestre da lanxa Santo Antonio e Almas, de entregar a Esteuão Lombardo de nação Venezianno, todas as vezes que me for pedido por ordem do Sñor Gou.or desta praça, e não o fazendo me obrigarey e me sugeitarey a todas as pennas q. me forem impostas pello d.° Sñor. Rio de Janr.° a 23 de Feuer. de 1719.Antonio da Costa.

Pareceo uniformem.te vista a referida reprezentação, e ordens de S. Mag.e q.e Ds. g.', sobre o mesmo p.ar que sem demora se preparem os dous navios que se acharem mais capazes no porto e que se mandem com toda a brevid.e não só a deligencia de se resgatar o navio aprezado, mas a de se aprezionar o mesmo corsario, attendendosse justam.te a q. no cazo a q.e se não colha o fructo q.e se dezeja servirão ao menos de livrar de igual sucesso as mais embarcaçoes q.e se esperão de Angolla Collonia do Sacram.to e mais portos do Estado, e ainda do R.no; e q.to ao requerim.to de se permitter aos procuradores do navio aprezado licença p.a o resgatarem por din.ro; pareceo se não deve admittir, por se encontrar com as ordens do mesmo S.r que prohibe fazerse neg. com estrangeiros, e menos sendo piratas em q. não pode haver segurança nem contracto. Rio de Jan.ro a 14 de Março de 1719. e Pello q. resp.ta ao protesto do cap.me procuradores do Navio q.e se determina mandar pareceo q.e o pode requerer perante o ministro a q.e tocar &a.-Fran.co Bispo do Rio de Janeyro. - Miel de Freitas da Fon.ca. -Domingos Teixr.a de And.' Ber.meu de Seg.ra Cordouil. Fern.do P.a Vaz. Saluador da Sylua Brandão.

Sendo chamados a esta casa em q.e assiste An.to de Britto de Menezes os Ministros abaixo asignados, e propondo D. Bras B.ar da Silv.ra juntam.te com o cabo da frotta Joseph de Semedo Maya varias razoes p.a se deter mais a partida della, sendo as principais que reprezentou o d.o cabo q.e fazia tenção de partir the meado deste mes, e q.e estava ainda esperando por algum resto de ouro q.e se mandava das minas, e q.e não chegando, que determinava dillatarse mais parecendo assim a Junta.

Pareceo uniformem.te ser intemporaneo este requerim.to porq dentro dos quinze dias que determinava mais deterse, podia chegar o resto do ouro ; e tendosse detido a frotta tanto tempo, e cauzado aqui hum grande gasto sem utilid.e alguma o navio de comboy não era razão detelo mais : e como o d.° cabo athe agora se tinha detido e o havia de fazer mais este tempo, tomando sobre sy esta dillação, quando o quizesse prelongar mais por algum novo motivo podia fazer esta proposta. Rio de Jan.ro a 2 de Março de 1718. - An.to de Britto de Menezes Fran." Bispo do Rio de Janeyro.

Aos tres dias do méz de Junho de mil e sete centos e dezanoue nesta cidade de San Sebastião do Rio de Janeiro, nas cazas em que assiste, Ayres de Saldanha, de Albuquerq, Coutinho, Mattos, e Noronha, Gou.or, e capp.am g.al desta capp.nia, eu Hieronymo Ozorio, ora prouido por Patente de S. Mg.e q.e Ds. g.e no posto de capp.am mor da capp.nia de Cabo frio. faço preito e e homenagem, a S. Mg.eq.e Ds. g. nas mãos de V. S.a, pello gouerno da d.a capp.nia de Cabo frio, a qual gouernarey e guardarey bem e fielmente, e nella recolherei ao dito Sñor, no alto e no baixo, de dia e de noite, a pê, ou a cauallo, a quaes quer horas e tempo q.e seja, irado. e pagado com poueos e com muitos, vindo em seu liure poder, e nella farey guerra, e manterey tregoa e paz, segundo por S. Mg.e me for mandado ; e a dita capp.nia não entregarey a pessoa algûa de qual quer estado, grao, dignidade, ou preheminencia q.e seja, se não a S. Mg.', como meu Rey e Sñor natural, ou a certo, recado do mesmo Sñor, logo sem delonga arte ou cautella, e tanto que me for dado carta assignada por S. Mg.e, porq conste hauerme leuantado e dezobrigado deste dito preito e homenagem, q. hora faço ao mesmo Sñor., nas mãos de V. S.a, hûa, duas, e tres uezes, conforme o ûzo e custume dos seus Reynos ; e assim juro aos Santos euangelhos, prometto, e obrigo a cumprilo inteiramente. Eod.• Gou.ør Ayrez de Saldanha de Albuquerq, lhe tomou o d.o preito e homenagem, em nome de S. Mg.e q.e Ds. gie de q. mandou fazer este termo, sendo prezentes como testemunhas

Por este termo de fiansa me obrigo eu Domingos Miz. Brito morador e e cazado nesta cide a que Domingos de Matos dos Santos (aqui tambem assignado) capp.am do Nauio Sam Gonçalo de Amarante, q uai p.a a B.a, donde ha de seguir viagem p.a Lix.a entregue naq.la corte, o P. Fr. João da Madre de Ds. ao seu Perlado, rellegioso terseiro ; e não o fazendo me sugeito as penas q. o s.or gn.al for seruido imporme, como tambem eu capp.am aqui assignado, as q.e S. Mg.e for seruido, não dando cumprim.to a esta obrigação. Rio de Jan.ro a 27 de Junho de 1719. Luiz de Mattos dos Santtos.Domingos Mis. Britto.

Por este termo de fiansa me obrigo eu Ant.° Mor.a da Cruz morador e cazado nesta cid.e a que Joseph Ribr.° de Souza (aqui tambem assignado) de entregar em Lixa o P. Fr. João Grizostomo de S. Boa uentura rellegioso obseruante ao seu Perlado, que o leuo com minha comp.a no Nauio Santa familia, e não o fazendo me sugeito as penas que o Sñor. gn.al for seruido imporme, como tambem eu capp.am aqui asignado os q. S. Mg.e for seruido, não dando cumprim.to a esta obrigação. Rio de Janeiro a 27 de Junho de 1719. An.to Mor." da Crus - Joseph Ribeiro de Souza.

Por este termo de fiansa me obrigo eu João Gomes de Figueredo capp.am da charrua Nossa Senhora da Conceição e Sam Joseqh, de entregar em Lix.a com escalla por Pernambuco, ao P. Fr. Bernardo de Jezus Sallema, rellegiozo da terseira ordem de Sam Fran.co ao seu Perlado, e não o fazendo, me sugeito as pennas q.e S. Mg.e for seruido emporme. Rio de Janr.9 a 27 de Junho de 1719. – João Gomes de Fig.do

Sendo chamados a esta caza em que assiste o Gov.or e cap.m Gn. Ayres de Saldanha de Albuquerque os ministros abaixo asignados, e vendosse as cartas do Gov.or da Collonia M.el Gomes Barboza de 6 e 8 de Abril de 1719. em que reprezentava a grande mizeria que padecia a guarnição daquelle Prezidio por falta de mantim.tos, e os não produzir ainda a terra pia a sua sustentação pedindoselhe acodisse promptam.te com os necess.os, e com materiaes e mais petrechos p.a se fortificar, e estabelecer aquella Povoação na forma q.e S. Md.eq.e Ds.g.e lhe tenha ordenado; e vendosse tãobem a Provizão do mesmo S.or de 13 de Agosto de 1718 em que manda se soccorresse do necesr.o em roda a occazião q.e forem navios p.a ella, e na prez.te não haver

neste porto nenhum de particulares p.a aquella p.te, e ser precizo soccorrela com promptidão.

Pareceo uniformem.te, vista a referida reprezentação e falta q.e preztem. te havia de navios de particulares neste porto p.a a Collonia p.a por elle se soccorrer sem demora se fretasse por conta da real fazenda, entendendosse que de se esperar aquella occazião p.a este effeito poderia rezultar irreparavel prejuizo ao serv.° de S. Mag.e q.e Ds. gie, e q.e a sua real mente era que se atalhasse o q.e ameaçava tão grande necessid.e Rio de Jan.ro a 20 de Junho de 1719.Frau.co Bispo do Rio de Janeyro.--Ayres de Sald.a de Albuquerg. Cou.to M.tos e Nor.a Paulo de Torres Rijo Vieyra. Saluador da Sylua Brandão.

ALLAMODA — Por este termo de fiança me obrigo eu Antonio de Bastos, capp.am do Nauio Nossa Senhora de Roque Amador, de entregar em Lix.a aos P. ez Fr. Manoel Caetano, Frei Pedro da Assumpção, e Frei Bertholameu dos Seraphiñs, rellegiozos da 3. ordem de Sam Francisco, aos seus Perlados, e não o fazendo me sugeito as pennas q.e S. Mg.e for seruida emporme, Rio de Janeiro a 18 de Julho de 1719 e assim mais entregarei a Allonso de Torre a ordem do secretario de Estado dia e era assima. &: Ant. de Basto Correa.

GALLERA — Por este termo de fiansa me obrigo eu Antonio Luiz Branco capp.am da Gallera Nossa Senhora da Asûp.ção e S. João Baup.ta de entregar em Lix.a a Frei Domingos da Madre de Deos rellegioso da ordem Terc.ra; aos seus Perlados, e não o fazendo me sugeito as pernas que S. Mag.e for seruido imporme. Rio de Jan.ro 18 de Julho de 1719 e assim mais entregarey a João Charon, a ordem do secretario de estado debaixo da mesma pena. dia e era assima. &? An.to Luis Bran.co.

NAO DE GUERRA -- Por este termo de fiansa me obrigo eu Ber.neu dos Santos .... de mar e guerra da Nao Nossa Senhora da Piedade, de entregar em Lix.a ao P. Fr. Thomâz do Santo Ant.° rellegiozo da Graça, ao seu Perlado, e não o fazendo, me sugeito as penas q.e S. Mg.e for seruido e imporme. Rio de Janeiro a 18 de Julho de 1719 e assim mais entregarei debaixo da mesma penna a ordem do secretario de Estado, a João Hais, Alfi Espada, e Raphael Gluston. Rio dia e era asima. Leua mais de Alexandre granti, e guilherme sati e Fran.co Maria.- Ber.men dos Santtos.

BISCAINHO — Por este termo de fiansa me obrigo eu Fran.co Per.a da Sylua capp.m do Nauio Piedade da Pouoa, de entregar em Lisboa a ordem do secretario de estado aos estrangeiros, João Jorge, Nicollao Antonio da Costa ; e não o fazendo, me sugeito as penas que S. Mg.e for seruido emporme. Rio de Janeiro 18 de Julho de 1719. Fran.co Pera da Silua.

sa Diniz Savem estrang. Sa Mg.e for seruido empo to Thomas. – 9

ALMEIRANTA — Por este termo de fiansa me obrigo eu João Pinto Coelho capp.m do Nauio Almiranta Nossa Senhora do Monte, de entregar em lisboa a Diniz Savem estrang.ro a ordem do secretario de estado, e não o fazendo, me sugeito as penas que Sua Mg.e for seruido emporme. Rio de Janeiro 18 de Julho de 1719. Leva tãobem o P.e Fr. P.° de S.to Thomas. João Pinto Coelho.

S.TA QUITERIA — Por este termo de fiansa me obrigo eu Joseph Ribeiro Guim.ez cappam do Nauio Santa Quiteria, de entregar em Lisboa ao P. Fr. Luis da Conceição rellegioso da ordem terseira, ao seu Perlado, e não o fazendo, me sugeito as penaz que S. Mg.e for seruido emporme. Rio de Janr.: a 18 de Julho de 1719. — Joseph Ribr.' Guim.es

GALLERA AURORA — Por este termo de fiansa me obrigo eu Manoel de Abreu de Oliur.a capp.m da Gallera Aurora de entregar em Lisboa ao P.e Fr. Custodio de Jezus M.a Carmellita descalso ao seu Perlado, e não o fazendo me sugeito as penas q.e S. Mg.e for seruido emporme. Rio de Janeiro a 18 de Julho de 1719. — Manoel de Abreu Oliueira.

Nesta Secretaria do Gouerno receby eu Manoel dos Santos M.e da Nao de Guerra nossa Senhora da Piedade, que de prez.te uai p.a Lix.a, hûa Bolsa com cartas de primr.a uia do Gouernador Ayres de Saldanha de Albuquerq., p.a S. Mg.eq.e Ds. gie, pello seu Concelho Ultramarino, que tudo me obrigo entregar. Rio de Janeiro 18 de Julho de 1719.

Nesta Secretaria do Gouerno, receby eu João Pinto Coelho capp.m da Nao Almeyranta nossa Senhora do Monte, que de prez.te uay p.a Lix.a hûa Bolsa com cartas de segunda via do Gouernador Ayres de Saldanha de Albuquerque, p.a S. Mg.eq.e Ds. gie pello seu concelho ultramarino, que tudo me obrigo entregar. Rio de Janeiro 18 de Julho de 1719. – João Pinto Coelho.

Por este termo de fiança me obrigo eu Antonio da Silua condestauel da Naô de Macaô, de entregar na Cid.e de Lx.a ao Soldado Manoel Glz' a ordem do Secretr.o de Estado, e não o fazendo me sug.to as pennas que S. Mg.e que Ds.g.e for seruido imporme. Rio de Jan.ro a 18 de Agosto de 1719. - Antonio da Silua.

Sendo chamados a esta caza em q. vive o Gov.ore Cap.m Gnl. Ayres de Saldanha de Albuquerque os ministros e mais pessoas abaixo asignadas, e vendosse o protesto que aprezentou o cap." de mar e guerra Joseph Soares de Andr.e que lhe havião feito os capitais dos navios mercantes da frotta sobre não poderem sahir deste porto com a Naó do Comboy no dia que lhes tinha signalado em observancia do seu regim.to, por se acharem faltos de lenha e outras cauzas que lhe embaraçavao, tão breve sahida e que não lhes dando mais quinze dias de tempo p.a se prepararem podia sahir só o d.o Comboy ; e contando tãobem das deligencias que se mandarão fazer nos d.os navios estarem com effeito incapazes de sahir com elle sem se lhes dar alguns dias mais p.a se poderem fazer promptos.

Pareceo uniformem.te q.e por se reconhecer justa a causa porq. os cap.es dos navios da frotta pretendião dillatarse neste porto se lhes permitisse mais a demora de qnatro dias porq.e de sahir a Nao de guerra sem elles rezultava gravissimo prejuizo ao servo de S. Mag.e q.e Ds.gie e ao bem commum, sendo certo q.e o mesmo s.or mandava a d.a Nao p.a os comboyar e segurar os reais direitos e interesses dos seus vassallos, Rio a 10 de Julho de 1919. Fran.co Bispo do Rio de Janeyro. - Ayres de Sald.a de Albuquerg. - Cou.to M.tos e Nor.a Paulo de Torres Rijo lieyra. - Joseph Soares de Andrade. M. Cor.a Vasq.42 Saluador da Sylua Brandão.

« AnteriorContinuar »