Economia Monetária e Financeira: Teoria e Política

Capa
Elsevier Brasil, 5 de out de 2017 - 448 páginas
0 Resenhas
A obra foi elaborada com o objetivo central de servir as diferentes disciplinas do curso de Economia. Nesta terceira edição, pretende-se refletir a percepção alterada da dinâmica de mercados monetários, financeiros e cambiais resultante do que foi vivido desde 2007 (publicação da 2a edição). A estrutura fundamental da obra foi mantida, já que expressa opções teóricas fundamentais dos autores a respeito da natureza do tema e das inter-relações entre as áreas que o compõem.
 

O que estão dizendo - Escrever uma resenha

Não encontramos nenhuma resenha nos lugares comuns.

Outras edições - Visualizar todos

Termos e frases comuns

Sobre o autor (2017)

Fernando J. Cardim de Carvalho é professor Emérito do Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro e Pesquisador do CNPq, nível 1A. Graduado em Economia pela Faculdade de Economia e Administração da Universidade de São Paulo (1975), Mestre em Economia pela Universidade Estadual de Campinas (1978) e Ph.D. em Economia por Rutgers, The State University of New Jersey, nos Estados Unidos (1986). Foi ou é consultor de instituições como o BNDES, FINEP, Banco Central do Brasil e Anbima. Tem vários artigos publicados em revistas especializadas no Brasil e no exterior, entre as quais Revista de Economia Política, Revista Brasileira de Economia, Estudos Econômicos, Journal of Post Keynesian Economics, Cambridge Journal of Economics e Banca Nazionale del Lavoro Quarterly Review. Francisco Eduardo Pires de Souza é professor do Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Doutor em Economia pela Universidade Estadual de Campinas, com pós-doutorado na London School of Economics and Political Science. Foi assessor da Diretoria do BNDES de 2005 a 2014. É coautor do livro Economia Brasileira em Marcha Forçada, agraciado com o Prêmio Jabuti de melhor livro em Ciências Sociais em 1987. Tem artigos e capítulos em livros publicados no Brasil e no exterior e artigos em revistas especializadas como a Revista de Economia Política, Revista Brasileira de Economia, Estudos Econômicos e Revista de Economia Contemporânea. João Sicsú é professor-doutor do Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro - IE-UFRJ. Coorganizador e autor dos livros Macroeconomia do emprego e da renda: Keynes e o Keynesianismo (Editora Manole, 2003), Agenda Brasil: políticas econômicas para o crescimento com estabilidade de preços (Editora Manole: 2003) e Novo-desenvolvimentismo: um projeto nacional de crescimento com equidade social (Editora Manole, 2005). É coorganizador e autor também de livros publicados pela Editora Campus-Elsevier, entre eles, destaca-se Câmbio e Controles de Capitais. Possui vários artigos publicados em revistas acadêmicas nacionais e internacionais, como: Revista de Economia Política, Revista Brasileira de Economia, Estudos Econômicos, Economia & Sociedade, Nova Economia, Revista Análise Econômica, Economia Aplicada e Journal of Post Keynesian Economics. Foi Diretor de Estudos e Políticas Macroeconômicas do IPEA (2007-2011). Luiz Fernando de Paula é professor Titular da Faculdade de Ciências Econômicas da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (FCE/UERJ) e Pesquisador nível 1 do CNPq. É doutor em Economia pela UNICAMP, com pós-doutoramento pelo St Antony´s College, Universidade de Oxford. Foi Presidente da Associação Keynesiana Brasileira (AKB) em 2009-2013. Tem publicado extensamente em diversas revistas acadêmicas, como Revista de Economia Política, Estudos Econômicos, Nova Economia, Economia e Sociedade, Cambridge Journal of Economics, Journal of Post Keynesian Economics e Revista de la CEPAL. É autor dos livros "Financial Liberalization and Economic Performance: Brazil at the Crossroads" (Rouledge, 2011) e "Sistema Financeiro, Bancos e Financiamento da Economia: Uma Abordagem Keynesiana" (Campus/Elsevier, 2014). É co-organizador de diversos livros, entre os quais destacam-se "Financial Liberalization and Economic Performance in Emerging Countries" (Palgrave Macmillan, 2008) e Sistema Financeiro: Uma Análise do Setor Bancário Brasileiro (Campus, 2007). Rogério Studart é professor Adjunto licenciado do Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), é atualmente Diretor Executivo pelo Brasil no Banco Mundial. Graduado em Economia pela Faculdade de Economia e Administração da UFRJ (1983), Mestre em Economia pelo Instituto de Economia Industrial da UFRJ e Ph.D. em Economia pela University of London, Londres, Inglaterra (1992). Sua tese de Doutorado recebeu o Sayers Prize como a melhor tese na área de Economia Monetária pela Universidade de Londres no biênio 1992-1993, tendo sido publicada como livro, com o título Investment Finance in Economic Development, pela editora Routledge, Londres e Nova York (1995). É coautor de outros quatro livros e tem artigos publicados em revistas especializadas no Brasil e no exterior, entre as quais Revista de Economia Política, Estudos Econômicos, Journal of Post Keynesian Economics, Review of Political Economy e Revista Investigaciones Económicas.

Informações bibliográficas