O descobrimento do Brasil pelos portuguezes

Capa
Laemmert & c., 1900 - 71 páginas
0 Resenhas
As avaliações não são verificadas, mas o Google confere e remove conteúdo falso quando ele é identificado
 

O que estão dizendo - Escrever uma resenha

Não encontramos nenhuma resenha nos lugares comuns.

Páginas selecionadas

Outras edições - Ver todos

Passagens mais conhecidas

Página 29 - Porém o melhor fruto, que dela se pode tirar me parece que será salvar esta gente. E esta deve ser a principal semente que Vossa Alteza em ela deve lançar.
Página 27 - E segundo o que a mim ea todos pareceu, esta gente, não lhes falece outra coisa para ser toda cristã, do que entenderem-nos, porque assim tomavam aquilo que nos viam fazer como nós mesmos; por onde pareceu a todos que nenhuma idolatria nem adoração têm.
Página 38 - Acarretavam dessa lenha quanta podiam, com mui boa vontade, e levavam-na aos batéis, e andavam já mais mansos e seguros entre nós do que nós andávamos entre eles. Foi o Capitão, com alguns de nós, um pedaço por este arvoredo até uma ribeira grande e de muita água, que a nosso parecer era esta mesma que vem ter à praia, em que nós tomamos água.
Página 28 - Esta terra, Senhor, me parece que da ponta que mais contra o sul vimos até outra ponta, que contra o norte vem, de que nós deste porto houvemos vista, será tamanha que haverá nela bem vinte ou vinte e cinco léguas por costa.
Página 26 - Nem comem senão desse inhame, que aqui há muito, e dessa semente e frutos, que a terra e as árvores de si lançam. E com isto andam tais, e tão rijos, e tão nédios, que o não somos nós tanto, com quanto trigo e legumes comemos.
Página 22 - ... montezes, que lhes faz o ar melhor penna e melhor cabello que as mansas ; porque os corpos seus são tão limpos, e tão gordos e tão formosos, que não pôde mais ser, e isto me faz presumir, que não têm casas nem moradas, em que se colham, eo ar, a que se criam, os faz taes.
Página 36 - ... e por tanto bem-aventurado Príncipe, temos sabido e visto como no terceiro ano do vosso reinado do ano de Nosso Senhor de mil quatrocentos e noventa e oito, donde nos Vossa Alteza mandou descobrir a parte ocidental, passando além a grandeza do mar oceano, onde é achada e navegada uma tão grande terra firme, com muitas e grandes ilhas adjacentes a ela...
Página 37 - Pelo qual, segundo a ordem que leva, é certo que vai em circuito por toda a redondeza. Assim que temos sabido que das praias e costa do mar destes reinos de Portugal, e do promontório de Finisterra e de qualquer outro lugar da Europa e...
Página 68 - Guiné e das índias; porque uns diziam que não curassem de descobrir ao longo da costa do mar, e que melhor seria irem pelo pego atravessando o golfão até topar em alguma terra da índia ou vizinha...
Página 27 - ... memória de o muito estender para se cobrir ; assim, Senhor, que a innocencia desta gente é tal, que a de Adão não seria mais quanta em vergonha.

Informações bibliográficas