Obras de Luiz de Camões: Triumphos de Francisco Petrarca (traducc̜ão) Commentario. Prozas. Poesias referidas a L. de Camões por alguns escriptores. Traducc̜ões dos Lusiadas e outras obras de Camões e noticia de alguns auctores estrangeiros que escreveram sobre o poeta. Medalhas. Monumentos. Edic̜oes. Indice chronologico

Capa
João Antonio de Lemos Pereira de Lacerda Juromenha (Visconde de)
Imprensa nacional, 1864
 

O que estão dizendo - Escrever uma resenha

Não encontramos nenhuma resenha nos lugares comuns.

Páginas selecionadas

Outras edições - Visualizar todos

Termos e frases comuns

Passagens mais conhecidas

Página 158 - Hunc ego Diti Sacrum jussa fero, teque isto corpore solvo. Sic ait, et dextra crinem secat. Omnis et una Dilapsus calor, atque in ventos vita recessit.
Página 235 - São os pêra que nasci. Quando vejo este meu peito A perigos arriscados Inclinado, bem suspeito Que a cuidados sou sujeito. Mas porém a que cuidados?
Página 444 - A guisa d' un soave e chiaro lume, Cui nutrimento a poco a poco manca; Tenendo al fin il suo usato costume; Pallida no, ma più che neve bianca Che senza vento in un bel colle fiocchi; Parea posar come persona stanca. Quasi un dolce dormir ne' suoi begli occhi, Sendo lo spirto già da lei diviso, Era quel che morir chiaman gli sciocchi.
Página 444 - Poi che deposto il pianto e la paura pur al bel volto era ciascuna intenta, per desperazion fatta sicura, non come fiamma che per forza è spenta, ma che per se medesma si consume, se n'andò in pace l'anima contenta, a guisa d'un soave e chiaro lume cui nutrimento a poco a poco manca, tenendo al fine il suo caro costume. Pallida no ma più che neve bianca che senza venti in un bel colle fiocchi, parca posar come persona stanca: quasi un dolce dormir ne...
Página 298 - The cloud-capt towers, the gorgeous palaces, The solemn temples, the great globe itself, Yea, all which it inherit shall dissolve, And, like the baseless fabric of a vision, Leave not a wrack behind.
Página 220 - Gonçalves, sabei que as portuguezas todas cahem de maduras, que não ha cabo que lhe tenha os pontos, se lhe quizerem lançar pedaço. Pois as que a terra dá além de serem de rala, fazei-me mercê que lhe falíeis alguns amores de Petrarca, ou de Boscão ; respondem-vos huma linguagem meada de hervilhaca, que trava na garganta do entendimento, a qual vos lança agua na fervura da mor quentura do mundo.
Página 444 - ... suo' belli occhi, / sendo lo spirto già da lei diviso, / era quel che morir chiaman gli sciocchi: / morte bella parea nel suo bel viso.
Página 223 - Cuan vano imaginar, cuan claro engano Es darme yo á entender, que con partirme De mi se ha de partir un mal tamano! Quão mal está no caso quem cuida que a mudança do lugar muda a dór do sentimento!
Página 220 - ... água, vendo-se agora entre esta carne de salé, que nenhum amor dá de si.
Página 237 - E eu, como se ellas não bastassem, me ponho ainda da sua parte, porque procurar resistir a tantos males, pareceria especie de desavergonhamento.

Informações bibliográficas