O mundo acabou!

Capa
Editora Globo, 2006 - 299 páginas
3 Resenhas
Livro de memórias do jornalista Alberto Villas, retrata a infância e a juventude do autor em um Brasil mais inocente e cordial. Deixando de lado uma cronologia rígida, a obra é dividida em pequenos textos, esquetes com lembranças que se prestam a uma aproximação afetiva com os personagens e histórias da época. O livro traz um panorama da ainda provinciana Belo Horizonte dos anos 60, do Rio de Janeiro - capital artística e comportamental visitada nas férias, da recém construída Brasília. O cotidiano ganha vivacidade com a descrição de como se absorviam os novos produtos de consumo - discos de vinil, louças que podiam ir ao forno, as químicas mais avançadas para espantar insetos. Os personagens da televisão, da propaganda, e as figuras de carne e osso compunham um imaginário resgatado com humor e criatividade. O panorama de um país em vias de industrialização, o ativismo intelectual e político, o voluntário exílio francês, prestam-se como cenários a um texto leve e fluente, que deixa transparecer o frescor e a inocência resgatadas da observação infantil e juvenil do autor.

O que estão dizendo - Escrever uma resenha

Não encontramos nenhuma resenha nos lugares comuns.

Outras edições - Visualizar todos

Informações bibliográficas