O documentário de Eduardo Coutinho: Televisão, cinema e vídeo

Capa
Editora Schwarcz - Companhia das Letras, 1 de mar. de 2004 - 205 páginas
Acompanhando 40 anos da trajetória de Eduardo Coutinho, mestre do cinema documental no Brasil, Consuelo Lins analisa nesse livro todos os filmes do diretor, desde o premiado "Cabra marcado para morrer" (1964-84) até "Peões" (2004). Esse estudo cronológico passa por "Edifício Master" (2002) e ainda pelo Globo Repórter dos anos 70 e 80, onde o cineasta desenvolveu uma forma específica de fazer documentários "com os outros, e não sobre os outros". O tema desse livro é a investigação dos procedimentos de criação, métodos de trabalho, condições de realização, posturas éticas e opções estéticas e técnicas de Coutinho, que pode provocar transformações nas idéias preconcebidas que todos nós — público e personagens — construímos a respeito do mundo em que vivemos. Trata-se de uma reflexão teórica muito bem fundamentada sobre um conjunto de obras que resiste às tentativas de uniformização. Leitura obrigatória para os amantes e os estudiosos de cinema, televisão e vídeo, sendo indispensável para todos aqueles que se interessam pela história e a cultura no Brasil. Inclui: mais de 150 fotos; fichas técnicas dos filmes de Eduardo Coutinho; cinebiografia do diretor.
 

O que estão dizendo - Escrever uma resenha

Não encontramos nenhuma resenha nos lugares comuns.

Páginas selecionadas

Conteúdo

Seção 1
Seção 2
Seção 3
Seção 4
Seção 5
Seção 6
Seção 7
Seção 8
Seção 14
Seção 15
Seção 16
Seção 17
Seção 18
Seção 19
Seção 20
Seção 21

Seção 9
Seção 10
Seção 11
Seção 12
Seção 13
Seção 22
Seção 23
Seção 24
Seção 25
Seção 26

Outras edições - Visualizar todos

Informações bibliográficas