Historia do Descobrimento e Conquista da India pelos Portugueses, Volume 6

Capa
Typographia Rollandiana, 1833
1 Crítica
 

Opinião das pessoas - Escrever uma crítica

Não foram encontradas quaisquer críticas nos locais habituais.

Páginas seleccionadas

Outras edições - Ver tudo

Palavras e frases frequentes

Passagens conhecidas

Página 161 - Porem vos mãdamos que tanto que vos esta for apresentada , entregueis a dita capitania mor, & gouernanca , a dom Vasco da gama conde da Vidigueira , & Almirante do mar Indico, q...
Página 99 - ... tornar pera terra, & poendo a proa naqueles mares & rompendo por eles com muyto perigo de sua vida por as ondas comerem ho batel chegou tão perto da nao que lhe lançarão dela hua beta por onde ho batel foy alado a bordo, onde não podia chegar com a grande resaca dos mares que empuxauão ho batel muy loge.
Página 165 - Rey nosso senhor que as recebesse & gouernasse. As quaes índias ele recebeo, & disse ter recebidas, assi & da maneyra que as achou & elas agora estão : & se ouue por obrigado de dar conta delas a sua alteza, & ouue por desobrigado ao dito dom Duarte da obrigação que tinha de dar conta delas.
Página 161 - Orfn lohão per graça de Deos Rey de Portugal , & dos Algarues, daquem , & dalem mar, em Africa, senhor de Guiné, & da Conquista, Nauegação , Comercio, de Ethiopia, Arabia, Persia, & da índia.
Página 98 - ... rio andauão tão espantosos com o furioso vento que os reuoluia, que parecia que querião destuyr tudo: & que era hum dos sinais dantes do dia do juyzo, & assi ho achou Antonio galuão auendo vista da barra em que andauão os mares tão altos que parecia que chegauão ás nuués. O que vendo algus moradores de Goa que ião no batel, requererão a Antonio galuão que não sayse do rio por que se perderia. Ao que ele respondeo, que não cuydassem que ia a nao por ter laa fazenda & saluar que aa...
Página 165 - Chrisio de mil e quinhentos e vinte quatro annos, aos quatro dias do mes de Dezembro do dito anno, em a Cidade de Santa Cruz de Cochi, em a fortaleza d'ElRei Nosso Senhor, es5 tando aí D. Vasco da Gama, Conde da Vidigueira, Almirante do Mar Índico, e Viso-Rei das índias, disse que recebia de D.
Página 99 - A dei rey queria eu salua, que da minha não me dá nada que se perca. A assi ho fez que deixou perder muyta parte dela por saluar a dei rey em que leuou assaz de trabalho. E vendo por derradeiro que a nao não podia escapar, mandou dar aa vela varou em terra que era a maré chea : & coeste ardil se aproueytou muyto do que ia na nao, & ela acabou ali, sem da cidade ousar...
Página 24 - Dobremos o século XVI. No seguinte, não se encontram já as preciosas e abundantes informações que emparelhem com as de Anchieta e Soares de Sousa, para não dar outros exemplos. Contudo, em Roteiros, Cartas e Relações de vários autores, desde Frei João...
Página 23 - Castanheda, por exemplo, além do aloés, noz, etc., descreve as árvores do cravo: «sam do tamanho das que dão a noz, & em terem os troncos lisos & a rama copada se parecem com laranjeiras; porem as folhas parecèse com as do loureyro. Nace ho crauo por todas elas em pinhotas como madresilua, & quãdo he de vez está verde. Os q ho apanhão se sobem nestas aruores & com huas canas de forquilha ho colhem & deitão em...

Informação bibliográfica