A lógica da pesquisa científica

Capa
Editora Cultrix, 2004 - 567 páginas
Este livro traça um quadro do caráter lógico da pesquisa científica, quadro que faz plena justiça à revolução 'einsteiniana' na Física e ao seu enorme impacto sobre o pensamento científico em geral. Aqui não se apresenta a ciência como empenhada em fabricar engenhocas ou em coletar informações para correlacioná-las por via de processos dedutivos ou indutivos. Ela é apresentada, antes, como uma tentativa de formular uma teoria do mundo com base em conjecturas, disciplinada por uma crítica penetrante. A edição traz o texto integral da obra, sem cortes, razão pala qual constitui leitura para estudantes e estudiosos de Lógica e Filosofia da Ciência.
 

O que estão dizendo - Escrever uma resenha

Não encontramos nenhuma resenha nos lugares comuns.

Conteúdo

Nota dos Tradutores
11
Dados Biográficos de Karl Popper
15
Prefácio à Primeira Edição 1934
23
Colocação de Alguns Problemas Fundamentais
27
Eliminação do Psicologismo
31
Prova Dedutiva de Teorias
33
O Problema da Demarcação
34
A Experiência Como Método
40
Plano de Uma Nova Teoria da Probabilidade
169
Frequência Relativa Numa Classe Finita
170
Seleção Independência Indiferença Irrelevância
172
Sequências Finitas Seleção Ordinal e Seleção por Vizinhança
174
LiberdadeN em Sequências Finitas
175
Sequências de Segmentos A Primeira Forma da Fórmula Binomial
179
Sequências Infinitas Estimativas Hipotéticas de Frequência
181
Exame do Axioma de Aleatoriedade
186

A Falseabilidade Como Critério de Demarcação
41
O Problema da Base Empírica
44
Objetividade Científica e Convicção Subjetiva
46
O Problema da Teoria do Método Científico
51
A Abordagem Naturalista da Teoria do Método
53
Regras Metodológicas Apresentadas Como Convenções
55
ALGUNS COMPONENTES ESTRUTURAIS DE UMA TEORIA DA EXPERIÊNCIA
59
Teorias
61
Causalidade Explicação e Dedução de Predições
62
Universalidade Estrita e Numérica
64
Conceitos Universais e Conceitos Individuais
67
Enunciados Estritamente Universais e Enunciados Existenciais
71
Sistemas Teóricos
74
Algumas Possibilidades de Interpretação de um Sistema de Axiomas
76
Níveis de Universalidade O Modus Tollens
79
Falseabilidade
82
Regras Metodológicas
86
Investigação Lógica da Falseabilidade
88
Falseabilidade e Falsificação
91
Ocorrências Eventos
93
Falseabilidade e Compatibilidade
97
O Problema da Base Empírica
99
A Propósito das Chamadas Sentenças Protocolares
101
A Objetividade da Base Empírica
104
Enunciados Básicos
107
A Relatividade dos Enunciados Básicos Resolução do Trilema de Fries
111
Teoria e Experimento
113
Graus de 1estabilidade
121
Como Comparar Classes de Falseadores Potenciais?
123
Graus de Falseabilidade Comparados por Meio da Relação de Subclasse
125
Estrutura da Relação de Subclasse Probabilidade Lógica
126
Conteúdo Empírico Acarretamento e Grau de Falseabilidade
129
Níveis de Universalidade e Graus de Precisão
131
Abrangências Lógicas Notas a Propósito da Teoria da Medição
134
Graus de Testabilidade Comparados em Termos de Dimensões
137
Dimensões de um Conjunto de Curvas
142
Simplicidade
148
Eliminação dos Conceitos Estético e Pragmático de Simplicidade
149
Simplicidade e Grau de Falseabilidade
153
Configuração Geométrica e Forma Funcional
155
A Simplicidade da Geometria Euclidiana
156
O Convencionalismo e o Conceito de Simplicidade
157
Capítulo VIU Probabilidade
160
O Problema da Interpretação dos Enunciados de Probabilidade
161
Interpretações Subjetivas e Objetivas
162
O Problema Fundamental da Teoria do Acaso
165
A Teoria de Frequência de Von Mises
166
Sequências Casualóides Probabilidade Objetiva
190
O Problema de Bernoulli
191
A Lei dos Grandes Números Teorema de Bernoulli
195
O Teorema de Bernoulli e a Interpretação dos Enunciados de Pro babilidade
198
O Teorema de Bernoulli e o Problema da Convergência
200
Eliminação do Axioma da Convergência Solução do Problema Fun
203
damental da Teoria do Acaso
207
O Problema da Decisibilidade
208
A Forma Lógica dos Enunciados de Probabilidade
211
Um Sistema Probabilístico de Metafísica Especulativa
216
Probabilidade em Física
218
Lei e Acaso
225
Deduzibilidade das Macroleis a Partir das Microleis
228
Enunciados de Probabilidade Formalmente Singulares
230
A Teoria da Abrangência
234
Algumas Observações a Respeito da Teoria Quântica
237
O Programa de Heisenberg e as Relações de Incerteza
239
Um Breve Esboço da Interpretação Estatística da Teoria Quântica
244
Uma Interpretação Estatística das Fórmulas de Incerteza
246
Uma Tentativa de Eliminar Elementos Metafísicos por Meio da Inver são do Programa de Heisenberg Algumas Aplicações
251
Experimentos Decisórios
260
Metafísica Indeterminista
270
Corroboração ou Como Uma Teoria Resiste a Testes
275
A Propósito da Chamada Verificação de Hipóteses
276
Probabilidade de uma Hipótese e Probabilidade de Eventos Crítica da Probabilidade Lógica
279
Lógica Indutiva e Lógica Probabilística
288
Como uma Hipótese Pode Assegurar sua Qualidade
291
Possibilidade de Corroboração Testabilidade e Probabilidade Lógica
295
Observações a Respeito do Uso dos Conceitos Verdadeiro E Cor
300
Definição da Dimensão de Uma Teoria
315
Dedução da Primeira Forma da Fórmula do Binómio
321
Exame de uma Objeção O Experimento das Duas Fendas
327
Observações Concernentes a um Experimento Imaginário
334
i Duas Notas acerca de Indução e Demarcação
342
ii Nota acerca da Probabilidade
350
iii Acerca do Valor Heurístico do Emprego da Definição Clássica
356
v As Deduções na Teoria Formal de Probabilidades
395
vi A Propósito da Desordem Objetiva ou da Aleatoriedade
409
viii Conteúdo Simplicidade e Dimensão
431
ix Corroboração Peso de Evidência e Testes Estatísticos
443
xi Sobre o Uso e o Mau Uso de Experimentos Imaginários Especial
504
xii O Experimento de Einstein Podolski e Rosen Uma carta de Albert
520
Prefácio à Primeira Edição Inglesa
535
e 1968
544
ÍNDICE DE ASSUNTOS
551
Direitos autorais

Termos e frases comuns

Informações bibliográficas