Resenhas

Resenhas de usuários

Comentário do usuário - Sinalizar como impróprio

a informação é aquilo que traduz para o sujeito em forma de mensagem algum significado, geralmente por meio de um signo, pois ela não é mensurável, e esta tradução do significado da mensagem dependerá da interpretação do sujeito.

Comentário do usuário - Sinalizar como impróprio

teste

Comentário do usuário - Sinalizar como impróprio

Resenha: Cap. – O atual e o virtual
Nos tempos atuais a informática invade a vida dos indivíduos: no trabalho, nas viagens, em casa, num passeio com os amigos, nas compras, enfim, será que vivemos
no mundo sem depender das tecnologias da informática. Na referida obra o autor Pierre Levy fala de uma nova possibilidade, a virtualização, mas essa virtualização é boa ou ruim? É uma questão que é discutida no livro “O que é o virtual?”.
O autor Levy descreve a diferença entre o virtual e o atual, ou seja, o real. Para o autor o real é possivelmente realizado, o atual é virtualmente atualizado. Portanto, o virtual tem apenas uma leve ligação com o imaginário, mas não se confunde com ele, pois são coisas obviamente distintas.
Para Gilles Deleuze, citado por Pierre Levy em sua obra, o possível, ou seja, o atual está totalmente construído, permanecendo no esquecimento, em um estado de indecisão.
Pierre fala ainda do real e da virtualização em comparação com o atual e o virtual. Para ele, o real tem limitações claras, é observável, e a virtualização tem pensamento apoiado em definições, determinações. A virtualização é “heterogênese”.
Elissandra Cristina Andrade Silva
 

Comentário do usuário - Sinalizar como impróprio

" Expressar o virtual que nem colocado pelo autor é estar distante é realmente a ausência da existência é significativo pensar dessa maneira quando nos deparamos na realidade em que estamos inseridos e que tudo que é real é possível realmente"

Comentário do usuário - Sinalizar como impróprio

O QUE É O VIRTUAL
Lévy (1996) considera que existe uma utopia na distinção do real e do virtual, pois muitos pensam que o virtual é o oposto do real, ou seja, tudo o que não possui existência
material, está no campo do virtual. Nesse contexto, o real estaria mais relacionado ao concreto e o virtual à ilusão.
No entanto, o autor explica que o termo virtual está relacionado a existência de algo e a sua materialização em si. Diz ainda que o virtual não é o oposto do real mais sim uma atualização, ou modernização da realidade e para ser real, basta ter existência.
O virtual não significa impossível de se realizar, pelo contrario, segundo ele, o virtual é um “ real fantasmático latente (p. 16)”. Isso quer dizer que a diferença entre o real e o virtual é lógica e para que o virtual seja real, basta apenas que ele seja possível.
Uma sala virtual de um curso na modalidade EaD, por exemplo, não deve ser considerada como irreal, pois ela existe em “potência” e mesmo que não seja um espaço físico material com carteiras, alunos e professor, como no ensino presencial ela existe, não sendo portanto aceitável, acreditar que o virtual é o oposto do real.
 

Comentário do usuário - Sinalizar como impróprio

Pierre Levy concebe uma distinção entre o virtual e o possível, oponto o primeiro ao atual e o segundo ao real. Enquanto o real é o possível realizado, o atual é o virtual atualizado. O virtual é aquilo que tem potência de ser. Por exemplo, a semente representa a virtualidade da árvore, já que esta poderá vir a ser a partir daquela. O virtual tem apenas uma ligação tênue com o imáginário, mas não se confunde com ele de maneira alguma. O virtual tem potência e exerce seu poder no mundo real de maneira muitas vezes mais violenta que o próprio corpo concreto. São essas ideias que eu poderei aproveitar para relacioná-las com o real como impossível e com o imaginário como aquilo que dá uma consistência à realidade. O virtual seria uma excesso dessa consistência? Ele comporta uma realização do simbólico, de modo que ele produza seus efeitos no sujeito de maneira ampliada? Essas e outras questões poderão ser objeto de pesquisa.  

Todas as resenhas - 6
5 estrelas - 0
4 estrelas - 0
3 estrelas - 0
2 estrelas - 0
1 estrela - 0

Todas as resenhas - 6
Resenhas editoriais - 0

Todas as resenhas - 6