Imagens da página
PDF
ePub

(17) Sit nomen ejus benediclum Deos immenso! bemditto sejas sempre; in sæcula ; ante Solem permanet Por seculus teu nome a gente exalte: nomen ejus.

Nome que antes do Sol já existia,

Que adora o Universo.

(18) Et benedicentur in ipso Por elle as tribus todas numerosas
omnes tribus terræ : omnes gen-
tes magnificabunt eum.

Bençãos receberão; a elle os homeos
Hão de glorificar perpetuamente

Com incessantes hymnos.

(19) Benedictus Dominus Deus Seja o Deos d'Israel sempre louvado; Israel, qui facit mirabilia solus.

O Senhor que é o auctor das maravilhas
Que os ceos e a terra ostentam, com que pasmam

As suas creaturas !

(20) Et benediclum nomen ma- Cheio o globo da sua magestade, jestatis ejus in ælernum, et replebitur majestate ejus , omnis Do seu nome sublime, com ternura terra : fial, fiat.

Para sempre o bemdiga! Amen, Amen,

Cantem Anjos, e homens.

(21) Defecerunt laudes Varid Aqui fallece a voz mesmo ao Propheta: filii Jesse.

O filho de Jessé, o Cantor Regio
Aos mais sêres entrega enternecido

A cithara inspirada.

[merged small][graphic][subsumed]

LIVRO III.

DOS

PSALMOS.

[ocr errors]
[graphic][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small]

(5) In labore hominum non sunt, Das pensões com que geme a natureza et cum hominibus non flagellabun

Parece tur.

que ao nascer isentos foram;

Seus inimigos tremem,
Prosperam sobre a terra seus projectos:
Se navegam com outros que nausragam,
Sempre encontram alguns que ao porto os tragam.

tate sua.

(6) Ideo tenuit eos superbia, Por isso de suberba recheados, operti sunt iniquilate, et impie

Cobrem de iniquidade seus designios;

Para o termo não olham, Impiamente descançam nos seus crimes; Caminham com jactancia na impiedade, Seus animos deleitam na maldade.

(7) Prodiit quasi ez adipe ini- Que floridos semblantes ! Com que brio quilas eorum, transierunt in af.

Ostentam a saude! As roseas faces feclum cordis.

Jamais na dor descoram;
Brilham seus olhos de um risonho agrado:
Mas que pasmo? se quanto desejaram
De uma fortuna docil alcançaram ?...

locuti sunt.

(8) Cogilaverunt, et locuti sunt Pensam; e sem tardar, da liogua solta nequitiam, iniquilatem in excelso

Saem conjecturas más, calumnias, dolos:

Do lugar eminente
Em que a sorte os colloca, distribuom
Rios d'iniquidade e de torpeza
Com que ultrajam as leis da natureza.

(9) Posterunt in celum os suum, Não se contentam de offender os homens; et lingua eorum transivit in terra.

A impura bocca contra o Ceo conspira ;

Nem a Deos que o tolera
Poupa o malvado: os justos estremecem ;
Prosperar veem, com dor, da aleivosia
Sempre serena a noite, claro o dia.

« AnteriorContinuar »