Diccionario poetico, para o uso dos que principião a exercitarse na poesia portugueza: obra igualmente util ao orador principiante, Volume 1

Capa
Na offic. Patriarcal de Francesco Luiz Ameno, 1765
0 Resenhas
 

O que estão dizendo - Escrever uma resenha

Não encontramos nenhuma resenha nos lugares comuns.

Páginas selecionadas

Outras edições - Visualizar todos

Passagens mais conhecidas

Página 6 - Era no tempo alegre, quando entrava No roubador de Europa a luz febea, Quando...
Página 193 - Que nunca tivefte fundo , Nem largueza , nem medida. Porta que fe abrio no centro Para perdiqaó da terra, Labyrinto onde quem erra , Naõ fabe fahir de dentro.
Página 374 - Poetas a reprefentaó na figura de huma alegre virgem com azas abertas de modo que fazem num arco , ou meyo circulo, e efte matizado de vermelho, roxo, azul, e verde , cores das ditas azas.
Página v - TOMO I. LISBOA, Na Offic. Patriarcal de FRANCISCO Luiz AMENO. MDCCLXV. Com as licenças nece/arias. Vende-fe nt portaria da Cafa de N. Senhora das Nrceffíades, en...
Página 393 - E tu, nobre Lisboa, que no mundo Facilmente das outras es princeza, 3 Que edificada foste do facundo, Por cujo engano foi Dardania accesa...
Página 195 - Poetas o reprefentaó na mimofa imagem de hum formofo menino , com os olhos vendados , corpo nu , azas grandes , e de varias cores nos hombros , arco , e aljava a tiracollo...
Página 193 - Quem te fegue, naõ fe entende, Quem te ama , feu mal procura, Nenhuma coufa he fegura , Quando por ti fe defende.
Página 41 - Com mel amargo hum animo rendido; Em cara liberdade atroz cadea , No mais grato prazer...
Página 128 - Na forqaeftá do corno temerofo : Ora pega na orelha, ora no lado, Latindo mais ligeiro que forqofo , Até que em fim rompendo-lhe a garganta, Do bravo a forqa horrenda fe quebranta.
Página 246 - Subito o Ceo fereno fe obumbrava , Que os ventos mais que nunca impetuofos Comeqaó novas fbrqas ah ir tomando , Torres , montes, e cafas derrubando.

Informações bibliográficas