Antes o mundo não existia: Mitologia dos antigos Desana-Kêhíripõrã

Capa
FOIRN - Federação das Organizações Indígenas do Rio Negro; UNIRT- União das Nações Indígenas do Rio Tiquié, 1 de jun de 1980 - 264 páginas

Coletânea de narrativas míticas do povo Desana.
Os Desana, cuja autodenominação é Imiko-masã “Gente do Universo”, são um dos 15 grupos indígenas da família lingüística Tukano oriental que moram, com outros povos das famílias lingüísticas Arawak e Maku, na região do rio Negro, noroeste amazônico.

Dividem-se em umas 60 comunidades e sítios espalhados nas margens do rio Tiquié e seus afluentes, como, por exemplo, os igarapés Umari, Cucura e Castanha. Há também algumas comunidades desana em afluentes do rio Papuri, como, por exemplo, nos igarapés Turi, Ingá e Urucu da margem brasileira, e do rio Uaupés, como o igarapé Japurá.

Os Desana estão ligados aos outros povos da região por um estreito sistema de relações matrimoniais e/ou de trocas econômicas e cerimoniais.

 

O que estão dizendo - Escrever uma resenha

Não encontramos nenhuma resenha nos lugares comuns.

Termos e frases comuns

Sobre o autor (1980)

Torami-kehíri e seu pai já falecido Umusi Pãrõkumu (Firmiano Arantes Lana) são autores dessa coletânea de narrativas míticas

 Torami-kehíri, cujo nome português é Luiz Gomes Lana, pertence ao clã Kehíripõra, os “Filhos do Sonho”, que mora na comunidade de São João Batista no rio Tiquié. Nascido em 1947, Luiz é o filho primogênito de Firmiano Arantes Lana e de Emília Gomes (mulher tukano), e é casado com Catarina Castro (mulher tukano) com quem tem cinco filhos. Após vários anos como capitão de São João Batista, ele fundou em 1990 a Unirt (União das Nações Indígenas do Rio Tiquié), uma organização indígena filiada à Foirn (Federação das Organizações Indígenas do Rio Negro),

Informações bibliográficas