Cacau, vozes e orixás na escrita de Jorge Amado

Capa
Biagio D'Angelo, Márcia Rios da Silva
EDIPUCRS, 2013 - 202 páginas
0 Resenhas
'Me diga o senhor, que escreve nas gazetas - por que se há de precisar sempre de dois amores, por que um só não basta ao coração da gente?'. A pergunta de Dona Flor ao romancista Jorge Amado quer ser uma porta de entrada ao espetáculo da vida que é a escrita do grande escritor baiano. Essa homenagem, em forma de livro, reúne perspectivas e olhares distintos de pesquisadores sobre Jorge Amado, em uma proposta que evita a leitura dos clichês com os quais, amiúde, a figura do escritor baiano tem sido erroneamente identificada.
 

O que estão dizendo - Escrever uma resenha

Não encontramos nenhuma resenha nos lugares comuns.

Páginas selecionadas

Conteúdo

Seção 1
Seção 2
ii
Seção 3
9
Seção 4
10
Seção 5
13
Seção 6
27
Seção 7
43
Seção 8
79
Seção 10
116
Seção 11
119
Seção 12
135
Seção 13
147
Seção 14
167
Seção 15
179
Seção 16
183
Seção 17
191

Seção 9
95

Termos e frases comuns

Informações bibliográficas