O candomblé bem explicado: Nações Bantu, Iorubá e Fon

Capa
Pallas Editora, 16 de out. de 2015 - 384 páginas
O candomblé bem explicado é resultado da pesquisa de um babalorixá e de sua filha-de-santo que, motivados por sua própria experiência prática, decidiram elucidar conceitos e temas bastante recorentes no cotidiano religioso dos que pertencem às três nações analisadas com maior enfoque nesta obra — Bantu, Iorubá e Fon —sem que, no entanto tenham até o momento sido objeto de aprofundadas reflexões teóricas. Todas as questões apresentadas no livro seguem pautadas pelos patamares religiosos. Em suas pesquisas, os autores descobriram infinitas diversidades e conceitos simbólicos que explicam, por exemplo, o uso de objetos, as características e funções variadas dos itens que participam do candomblé e são pouco explicados.
 

O que estão dizendo - Escrever uma resenha

Comentário do usuário - Sinalizar como impróprio

muito bom claro e objetivo

Páginas selecionadas

Conteúdo

Seção 19
Seção 20
Seção 21
Seção 22
Seção 23
Seção 24
Seção 25
Seção 26

Seção 9
Seção 10
Seção 11
Seção 12
Seção 13
Seção 14
Seção 15
Seção 16
Seção 17
Seção 18
Seção 27
Seção 28
Seção 29
Seção 30
Seção 31
Seção 32
Seção 33
Seção 34
Seção 35
Direitos autorais

Outras edições - Visualizar todos

Termos e frases comuns

Sobre o autor (2015)

Vera de Oxaguiã e Odé Kileuy são de longa data pertencentes ao candomblé e velhos conhecidos de nossos leitores através de suas obras anteriormente publicadas por esta editora: Como fazer você mesmo seu ebó, Feitiços para prender o seu amor, Presenteie seus orixás e ecuruns, De bem com a vida e O candomblé bem explicado. O traço que une essas obras é a temática ligada às práticas das religiões afro-brasileiras, apresentando coletâneas de oferendas, simpatias e outros procedimentos destinados a homenagear as entidades da religião e a fazer-lhes pedidos de amor, prosperidade, saúde e proteção.

Informações bibliográficas