Revista universal Lisbonense

Capa
Imprensa Nacional, 1853
 

O que estão dizendo - Escrever uma resenha

Não encontramos nenhuma resenha nos lugares comuns.

Outras edições - Visualizar todos

Passagens mais conhecidas

Página 168 - Branco, conselheiro de Estado, senador do Imperio, presidente do conselho de ministros, ministro e secretario de Estado dos negocios da fazenda e presidente do tribunal do thesouro nacional, que assim o tenha entendido e faça executar.
Página 316 - Fili, quid fecisti nobis sic? Ecce pater tuus et ego dolentes quaerebamus te.
Página 476 - ... de graduarem pelos quilates do valimento o odio espontaneo ea curvatura de dorso, que se deve ao ditoso mortal assim honrado. Diogo de Mendonça, que estava a merecer, e que sabia que tinha grandes inimigos , ensarilhava os dedos uns nos outros, silenciosamente, com a pasta debaixo do braco. O conde, que era amante e confidente, tinha pressa de fazer um serviço agradavel á sua noiva, e de colher um segredo no caso de existir.
Página 490 - Quem nos observasse ha pouco diría que estavamos tratando de potencia a potencia, e que v. paternidade era o mais poderoso... » — « E nao se enganava, senäo em urna coisa, senhor ! >• respondeu o italiano com o mesmo semblante serio e placido.
Página 394 - Presidente do Conselho de Ministros e Ministro e Secretario de Estado dos Negocios do Reino assim o tenha entendido e faça executar.
Página 320 - Joâo a rogos meus consente em mandar soltar do santo officio, pode ficar certo de que os entrego ao juiz do crime e ao carcereiro da cidade. Servellie o partido ? » — « Se fosse permittido demorar-me tres dias... so tres dias !... » murmurou o santarrào recobrando animo, e crescendo de repente com a magnanimidade do ministro.
Página 478 - Desculpe vossa paternidade os movimentos naturais... — Pois bem! — prosseguiu o italiano com um gesto, que obrigou o secretario a engolir o resto do discurso. — O papel lacrado, que por conselho meu entregou a sua majestade. encerrava a historia de toda a infame intriga de Roque Monteiro, contada por mim, e atestada pelo ladráo subalterno...
Página 490 - Elle permittir que dentro mesmo de um estado catholico eu alcance a corôa do martyrio... Aqui, ou em Tunes, desde que se padece pela verdade, tudo é servir a Christo, e confesser a sua fé. » • -, . Estas palavras proferidas com...
Página 476 - Athaide, desejosos de concorrerem da sua parte para a soltura do mancebo, eo primeiro zeloso como amante em cumprir as ordens de Catharina, ajustaram acompanhar a donzella até á porta do gabinete do principe, occultando-lhe o nome, e esperando a occasiao, que a sabedoria do visitador julgasse mais opportune para ser introduzida.
Página 491 - E so para entregar a vossa magestade um retrato e varios papéis que nao podem pertencer senào à rainha de Portugal... — « E vossa paternidade sabe, se eu... » — « Sei que vossa magestade deseja ser, e hade ser um grande rei. Ora para o conseguir a primeira coisa é vencer-se, dar um grande exemple ! Cecilia vem beijar a...

Informações bibliográficas