mito do estado, O

Capa
Conex, 2003 - 344 páginas
Considerado como o testamento filosófico de um dos maiores pensadores do século XX, este livro de Ernst Cassirer foi escrito a pedido de seus amigos que queriam compreender as origens e as causas do nazismo. Sem pretender reduzir o trágico da História, Cassirer convida o leitor a repensar a relação da modernidade com o mito. Além de reconstituir a memória da Razão, remontando a história de todo pensamento político, este livro também é a obra de um filósofo que pleiteava, por meio de uma crítica ao mito, que a razão política não deveria fugir da mais importante de suas funções: reafirmar a cultura contra as tentações de erigir a ideologia e, por conseguinte, a violência em razão.
 

O que estão dizendo - Escrever uma resenha

Não encontramos nenhuma resenha nos lugares comuns.

Páginas selecionadas

Informações bibliográficas