Tecnopólio: a rendição da cultura à tecnologia

Capa
Nobel, 1994 - 223 páginas
Neil Postman apresenta em 'Tecnopólio' uma análise da cultura americana. Por diversas razões históricas e sociais - alerta ele - os Estados Unidos correm o risco de se tornarem um 'tecnopólio', um sistema no qual a tecnologia de todos os tipos se sobrepõe às instituições sociais e à vida nacional, tornando-se autojustificada, autoperpetuada e onipresente. O autor traça a trajetória histórica da tecnologia desde que se torna um sistema de apoio para as tradições da cultura até passar a competir com elas, criando uma ordem totalitária sem utilidade alguma para a tradição. Mostra que a tecnologia chega para redefinir, de maneira irresistível, o que entendemos por religião, arte, família, política, história, verdade, privacidade e inteligência, de forma que as novas definições estejam de acordo com os requisitos do mundo pensante tecnológico. Postman examina as maneiras específicas pelas quais a tecnologia exerce a tirania, da prática médica à burocracia, à política e à religião. Em um 'tecnopólio', a individualidade é minada e a liberdade pervertida. Ferramentas e tecnologias são certamente indispensáveis a qualquer cultura; mas, diz ele, temos que entendê-Ias e controlá-Ias, colocando-as no contexto de nossos propósitos humanos maiores.

O que estão dizendo - Escrever uma resenha

Não encontramos nenhuma resenha nos lugares comuns.

Informações bibliográficas