Serviço social em tempo de capital fetiche: capital financeiro, trabalho e questão social

Capa
Cortez Editora, 2007 - 495 páginas
0 Resenhas
Nesta obra, a autora procura realizar uma análise do significado do assistente social à luz da dinâmica contemporânea do capital. Sumário - Prefácio; Introdução; I. A sociabilidade na órbita do capital - a invisibilidade do trabalho e radicalização da alienação; 1. Trabalho e (re)produção das relações sociais na teoria de Marx; 2. Desvendando o fetiche; a visibilidade do trabalho e os processos de alienação; II. Capital fetiche, questão social e Serviço Social; 1. Mundialização da economia, capital financeiro e questão social; 2. A questão social no Brasil; 3. Sociabilidade capitalista, questão social e Serviço Social; III - A produção teórica brasileira sobre os fundamentos do trabalho do assistente social; 1. Rumos da análise; 2. Conquistas e desafios da herança recente; 3. O debate sobre as particularidades do trabalho do assistente social; 4. Fundamentos do Serviço Social - percurso de duas décadas; IV. O Serviço Social em tempo de capital fetiche; 1. Trabalho e sociabilidade; 2. O trabalho do assistente social em tempo de capital fetiche.

O que estão dizendo - Escrever uma resenha

Não encontramos nenhuma resenha nos lugares comuns.

Informações bibliográficas