Qualidade de silagens de hibridos de sorgo de porte alto, com diferentes teores de tanino e de umidade no colmo, e seus padrões de fermentacao

Capa
UFMG, 1995 - 103 páginas
0 Resenhas
Quatro hibrido de sorgo de porte alto, com diferentes teores de tanino e de umidade no colmo, foram ensilados em silos de laboratorio de tubos "PVC", e abertos apos 1 (P2), 7 (P3), 14 (P4), 28 (P5) e 56 (P6) dias, para estudo das curvas de fermentacao e de outros parametros. Foram feitos 24 tratamentos com 4 repeticoes cada, sendo 4 hibridos (H1=colmo suculento e alto tanino, H2=colmo seco e baixo tanino, H3=colmo seco e alto tanino, e H4=colmo suculento e baixo tanino) combinados com 6 periodos, pois os materiais tambem foram avaliados antes de ensilar (P1). Determinaram-se os teores de materia seca (MS), perdas de MS, pH, carboidratos soluveis em alcool (CH0s), amido, proteina bruta (PB), nitrogenio amoniacal (N-NH3), tanino, digestibilidade in vitro da materia seca (DIVMS), fibra detergente acido (FDA), fibra detergente neutro (FDN), celulose e lignina, acido latico (AL) e acidos graxos volateis (AGV). Utilizou-se o teste SNK com um delineamento experimental inteiramente casualizado, em esquema fatorial 4 x 6. O teor de MS nao esteve vinculado a suculencia no colmo. Os valores de pH alcancados no P3 foram em media 3,7, com tendencia a estabilizacao a partir desse periodo. O CHOs foram intensamente consumidos de P1 a P3. Os teores de amido e de PB nao variaram entre os hibridos e entre os periodos. A producao de N-NH3 tendeu a ser mais baixa nos sorgos de alto tanino. Os valores de tanino reduziram-se com a ensilagem, apesar de nao ocorrer aumento concomitante no DIVMS. Tanino e suculencia no colmo nao interferiram nos teores de FDN, FDA, e AGV. As silagens apresentaram bons padroes de fermentacao, apesar da producao de AL ser baixa.

O que estão dizendo - Escrever uma resenha

Não encontramos nenhuma resenha nos lugares comuns.

Informações bibliográficas