Plantas novas cultivadas no Jardim Botanico do Rio de Janeiro: descriptas, classificadas e desenhadas

Capa
G. Leuzinger & Filhos, 1891
0 Resenhas
 

O que estão dizendo - Escrever uma resenha

Não encontramos nenhuma resenha nos lugares comuns.

Conteúdo


Outras edições - Visualizar todos

Passagens mais conhecidas

Página 14 - Desculpem os clássicos o meu brasileirismo, porque é filho do amor ao solo e aos herbanarios das selvas, os índios que, na sua rudeza e ignorância, sem o saberem, fazem botânica, respeitando sempre quando denominam uma planta o que o botanista respeita, das leis da nomenclatura botânica.
Página 5 - Ovarium segmoideum, breviter stipitatum glabrum. HAB. in silvis prope Rio de Janeiro, S. Paulo et in Horto botânico Fluminensi N.° 2066 culta. Feijão Fava bravo vulgo. Florebat Februario.
Página 5 - Rod. caule alte volubili, foliolis ellipticis. obtusi-acuminatis, lateralibus inaequilateris; calycis lábio superior magno, bilobo, tubo triplo breviore, inferiore minutíssimo, trilobo ; ala intus supra auriculam pulvinata : carina incurva, erostri. Tabula nostra II.

Informações bibliográficas