Pesquisa em comunicação

Capa
Edições Loyola, 1990 - 148 páginas
1 Resenha
Este é um livro sobre a metodologia da pesquisa em comunicação. Simultaneamente ao esclarecimento de algumas das características principais da comunicação, esclarece os lineamentos básicos de sua metodologia de pesquisa. Como nos ensina este livro, toda pesquisa científica sobre comunicação apóia-se necessariamente na definição do tema, ou do objeto, continuando na coleta e sistematização dos dados colhidos. E desenvolve-se com a descrição de situações e relações, bem como de variáveis e fatores.

O que estão dizendo - Escrever uma resenha

Comentário do usuário - Sinalizar como impróprio

Pesquisa em Comunicação
RESENHA DO LIVRO DE MARIA IMMACOLATA VASSALO LOPES PESQUISA EM COMUNICAÇÃO
“Pesquisa em Comunicação”, de Maria Immacolata Vassalo Lopes, foi editado pelas Edições Loyola
, possui 148 páginas. O desenrrolar da teorização conta com seis gráficas explicados no decorrer do texto, pois dizem respeito ao conteúdo refletido.
Maria, Immacolata propõe através dos fenômenos comunicacionais, mostrar como a comunicação, enquanto ciência, vai se autonomizando na área das Ciências Sociais e Humanas. Levanta, também a problemática com relação à produção científica inserida em um dado contexto social, político, econômico e cultural, fator determinante das objetivações científicas. Assim, vai-se desenvolvendo toda uma discussão crítica entre cultura popular e comunicação de massa. Uma terceira linha de sua pesquisa se refere à problemática metodológica, tanto no que concerne conteúdo teórico como à sua aplicabilidade.
Seu livro foi distribuído em seis capítulos, seguindo uma lógica seqüencial. No primeiro capítulo, contextualiza a origem e desenrolar do mercado cultural no Brasil, bem como as pesquisas teórico-práticas desenvolvidas no campo da comunicação. O segundo, por sua vez, trata dos paradigmas teórico metodológicos realizado nas Ciências Sociais e na Comunicação. No terceiro capítulo, apresenta a Organização Institucional da Pesquisa em comunicação na Universidade. Fala das problemáticas metodológicas na prática dessa pesquisa, no quarto capítulo. Os capítulos quinto, sexto e sétimo retratando o modelo metodológico enquanto leitura e prática, instâncias e frases da pesquisa, respectivamente.
A autora sugere o modelo teórico crítico a partir das exposições dos diversos paradigmas, efetuando críticas a respeito. Faz crítica, especialmente aos modelos funcionalista e marxista, apesar de constatar que até hoje, o que vem dominando o mercado científico são as produções funcionalistas.
São os alunos-autores, segundo Maria Immacolata, que fazem suas opções metodológicas de acordo com determinados critérios que visem atender às condições de pesquisa, enquanto objeto e objetivos. Deixa claro, que o decurso científico não pode conter contradições internas e externas, e, é inteiram, de responsabilidade do cientista pesquisador. Apresenta as técnicas quantitativas e qualitativas como complementares no processo de problematização – desfecho da pesquisa, pois elas trazem em si, a constatação das vantagens e limites metodológicos e epistemológicos.
Para ela, a conclusão é um “tópico em que se faz o balanço dos resultados alcançados. “Assim, constata-se os objetivos conseguidos e as possíveis contribuições para o universo científico.
Lendo a obra, deparei-me com uma realidade metodológica “muito teórica” e pouco utilizada nos trabalhos universitários que realizo. Explico-me: falta mais reflexão teórica nos trabalhos que eu e meus colegas realizam. Digo isso porque percebi o quanto cresci lendo “Pesquisa em Comunicação”. Penso que a autora foi feliz com sua problematização teórica apresentando as diversas correntes epistemológicas e deixando nas entrelinhas e também explícito – sua crítica metodológica.
Apresentando a realidade brasileira, desde o meio da criação da Indústria Cultural, ela abriu um leque dinâmico e atual das reflexões teóricas desenvolvidas no país. Acredito, como ela, que as problematizações de caráter social ajudam a sociedade a crescer, pois visam transformações Social, num determinado contexto.
* Resenha realizada em 1999.
Antonia Alves
Publicado no Recanto das Letras em 29/08/2007
Código do texto: T629927
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra.
 

Outras edições - Visualizar todos

Referências a este livro

Todos os resultados da Pesquisa de Livros do Google »

Informações bibliográficas