Pedagogia do oprimido

Capa
Paz e Terra, 1970 - 218 páginas
9 Resenhas

De dentro do livro

O que estão dizendo - Escrever uma resenha

Avaliações de usuários

5 estrelas
8
4 estrelas
0
3 estrelas
1
2 estrelas
0
1 estrela
0

Comentário do usuário - Sinalizar como impróprio

Freire, Paulo. Pedagogia do Oprimido, 17ª Ed. Rio de janeiro, Paz e Terra, 1987.
Neste livro Paulo Freire propõe a pedagogia com uma nova forma de relacionamento entre professor, estudante, e
sociedade. Dedicado aos que são mencionados como "os oprimidos" e baseado em sua própria experiência ajudando adultos a aprender a ler e escrever, Freire inclui uma detalhada análise de classes marxista em sua exploração da relação entre os que ele chama de "colonizador" e "colonizado. Escrito na forma de ensaio, é dividido em quatro capítulos:
No CAPITULO I se Le a Justificativa da pedagogia do oprimido; A contradição opressores - oprimido; A situação opressores – oprimidos. Sua superação; A situação concreta de opressão e os opressores; A situação concreta de opressão e os oprimidos; Ninguém liberta ninguém, ninguém se liberta sozinho: os homens se libertam em comunhão.
No CAPITULO II, A concepção bancaria da educação como instrumento da opressão. Seus pressupostos, sua critica; A contradição problematizadora e libertadora da educação. Seus pressupostos; Ninguém educa ninguém, ninguém educa a si mesmo, os homens se educam entre si, mediatizados pelo mundo; O homem como ser incluso, consciente de sua inclusão e seu permanente movimento de busca do ser mais.
No CAPITULO III, se Le a dialogicidade – essência da educação como pratica da liberdade; Educação dialógica e diálogo; O dialogo começa na busca do conteúdo programático; As relações homens-mundo, os temas geradores e o conteúdo programático desta educação; A investigação dos temas geradores e sua metodologia; A significação conscientizadora da investigação dos temas geradores. Os vários momentos investigação
No CAPITULO IV, a teoria da ação antidialógica; A teoria da ação antidialógica e suas características: a conquista, dividir para manter a opressão, a manipulação e a invasão cultural; A teoria da ação dialógica e suas características: a co-laboração, a união, a organização e a síntese cultural
 

Comentário do usuário - Sinalizar como impróprio

é uma merda esse livro, uma perca de tempo... quer ter mtas horas de tédio??? então leia o livro..... o piro livro de toda a minha vida. NAO LEIA, SÓ SE FOR OBRIGADO, JÁ QUE FAZ PEDAGOGIA, POR EXEMPLO... E SE VALER MUIIIIIIIIITA NOTA

Conteúdo

I
1
II
19
III
27
Direitos autorais

3 outras seções não mostradas

Outras edições - Visualizar todos

Termos e frases comuns

Informações bibliográficas