Pode o subalterno falar?

Capa
Editora UFMG, 2010 - 133 páginas
0 Resenhas
Publicado primeiramente em 1985, no periódico Wedge, com o subtítulo 'Especulações sobre o sacrifício das viúvas', este artigo recebeu repercussão, principalmente após ter sido republicado em 1998, na coletânea de artigos intitulada 'Marxism and the Interpretation of Culture'. Ao relatar a história de uma jovem indiana que não pode se autorrepresentar fora do contexto patriarcal e pós-colonial, Spivak argumenta que o subalterno, neste caso a mulher, não pode falar e quando tenta fazê-lo não encontra meios para se fazer ouvir.

O que estão dizendo - Escrever uma resenha

Não encontramos nenhuma resenha nos lugares comuns.

Informações bibliográficas