Os negros na América Latina

Capa
Companhia das Letras, 15 de abr de 2014 - 360 páginas
Segundo Henry Louis Gates Jr., a história da diáspora africana é em grande medida a história dos ciclos econômicos - mineração, açúcar, tabaco, pecuária - das colônias europeias no Novo Mundo. A partir da descoberta da América, milhões de homens e mulheres foram transportados em horríveis condições até portos como os de Havana, Veracruz e Salvador. Aqueles que sobreviviam à viagem em geral trabalhavam até a morte nas fazendas, minas e cidades coloniais, assim como seus descendentes. A extinção do cativeiro, mais de três séculos depois, pouco alterou o estatuto socioeconômico dos negros e mestiços. Oprimidos por elites racistas, com raras exceções os afrodescendentes latino-americanos permanecem confinados nos níveis mais baixos da escala social. Em pleno século XXI, eles ainda batalham para conquistar seus direitos de cidadãos plenos e, sobretudo, a consciência de sua própria etnicidade. Os negros na América Latina se origina da aclamada série de documentários homônima transmitida em 2010 pela televisão pública dos Estados Unidos. Produtor executivo, roteirista e apresentador da série, Gates procurou mostrar ao público norte-americano as peculiaridades das relações raciais em seis países do subcontinente: Brasil, México, Peru, República Dominicana, Haiti e Cuba. Neste livro o autor amplia as reflexões realizadas diante das câmeras para traçar um panorama abrangente das condições de vida dos negros na atual conjuntura latino-americana.

O que estão dizendo - Escrever uma resenha

Não encontramos nenhuma resenha nos lugares comuns.

Sobre o autor (2014)

Nasceu em Keyser, Virgínia Ocidental, em 1950. Um dos mais respeitados especialistas contemporâneos em culturas africanas e afro-americanas, formou-se em história pela Universidade Yale e doutorou-se em literatura inglesa pela Universidade de Cambridge. Desde 1991 trabalha na Universidade Harvard, onde atualmente ocupa a cátedra Alphonse Fletcher e dirige o W. E. B. Du Bois Research Institute no Hutchins Center for African and African American Research.

Informações bibliográficas