Os bispos de Portugal e do império: 1495-1777

Capa
Imprensa da Universidade de Coimbra, 1 de dez de 2006 - 663 páginas
0 Resenhas

Nesta obra apresenta-se uma interpretação de história política, social e religiosa do episcopado de Portugal e do seu império, no período compreendido entre os reinados de D. Manuel I e de D. José I, isto é, os cerca de três séculos que decorreram entre 1495 e 1777. É um estudo que procura conhecer um conjunto de 386 indivíduos que ocuparam a cúspide da hierarquia da Igreja portuguesa, isto é, uma elite detentora de um amplo e forte poder, e foi nessa ótica que ele aqui foi perspetivado. Uma elite que combinava autoridade religiosa, poder político, estima social, prestígio cultural, riqueza material e várias formas de status e distinção, regularmente representadas ritualmente em variadas cerimónias, o que cedo estimulou os monarcas a dominar tão importante corpo, numa época de robustecimento do Estado. Do que aqui se tratou foi de investigar como se processava o mecanismo da escolha dos bispos - tanto na perspetiva das diligências a efetuar em Roma, como das movimentações de alta política que para o efeito se desencadeavam pela coroa portuguesa - quais eram os modelos que deviam inspirar e conformar o múnus episcopal e como se caracterizava, do ponto de vista do seu perfil social, formação e carreiras pré-episcopais este amplo universo de pessoas que ocupou o topo da hierarquia eclesiástica portuguesa, em espaços tão distintos como Braga, Elvas, Cabo Verde, Rio de Janeiro, Goa ou até Pequim. No fundo, as grandes dúvidas que aqui se procuram solucionar são saber porque caminhos repletos de jogos políticos e de interesses clientelares e familiares se chegava a estes lugares, quem foram os bispos e qual a doutrina que era suposto guiá-los no seu desempenho.

 

O que estão dizendo - Escrever uma resenha

Não encontramos nenhuma resenha nos lugares comuns.

Outras edições - Visualizar todos

Termos e frases comuns

Sobre o autor (2006)

José Pedro Paiva é, desde 1986, professor na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, onde tem lecionado disciplinas de História Moderna de Portugal, Cultura Portuguesa e seminários de pós-graduação sobre a Inquisição. Preparou o seu doutoramento no Instituto Universitário Europeu (Florença), pelo que, desde cedo, tem manifestado preocupações com a História comparada. É investigador do Centro de História da Sociedade e da Cultura da Universidade de Coimbra, do Centro de Estudos de História Religiosa da Universidade Católica Portuguesa e académico correspondente da Academia Portuguesa da História.

Desde 2005, integrou a comissão científica internacional que coordenou a elaboração do Dizionario Storico dell´Inquisizione (Pisa, 2010) e é o coordenador científico dos Portugaliae Monumenta Misericordiarum (8 vols. editados).
É autor de Práticas e crenças mágicas. O medo e a necessidade dos mágicos na diocese de Coimbra (1650-1740), (Coimbra, 1992), Bruxaria e superstição num país sem caça às bruxas: 1600-1774, (Lisboa, 1997 e 2002), Religious ceremonials and images: power and social meaning (1400-1750), (Coimbra, 2002) e de vários capítulos da História Religiosa de Portugal (Lisboa, 2000). Na Imprensa da Universidade de Coimbra publicou o seu último livro Os bispos de Portugal e do Império (1495-1777) (Coimbra, 2006).


He has been teaching at the Faculty of Letters of the University of Coimbra since 1986 in the following subjects: Modern Portuguese History, Portuguese Culture and Post-Graduate seminars on the Inquisition. He concluded his Doctorate at the European University Institute (Florence) and since then he has shown interest in Comparative History. He is a researcher at the History of Society and Culture at the University of Coimbra, at the Religious Study Centre at the Portuguese Catholic University and academic by correspondence of the Portuguese Academy of History.

He is since 2005 a member of the International Scientific Committee that coordinated and wrote the Dizionario Storico dell´Inquisizione (Pisa, 2010) and he is the scientific coordinator of Portugaliae Monumenta Misericordiarum (eight volumes edited).

He is the author of Práticas e crenças mágicas. O medo e a necessidade dos mágicos na diocese de Coimbra (1650-1740) [“Magic practices and beliefs. Fear and the need for mágicos in the diocese of Coimbra (1650-1740)”], (Coimbra, 1992), Witchcraft and superstition in a country without witch hunt: 1600-1774, (Lisboa, 1997 and 2002), Religious ceremonials and images: power and social meaning (1400-1750), (Coimbra, 2002) and various chapters of The Religious History of Portugal (Lisbon, 2000). Coimbra University Press published his latest book: Os bispos de Portugal e do Império (1495-1777) [“Portuguese bishops and the Empire (1495-1777)”] (Coimbra, 2006).

Informações bibliográficas