O amor acaba: crônicas líricas e existenciais

Capa
Civilização Brasileira, 1 de jan de 1999 - 269 páginas
0 Resenhas
Cronista de primeira linha, do mesmo time de autores do porte de Carlos Drummond de Andrade, Rubem Braga e Fernando Sabino, Paulo Mendes Campos ficou relegado a um injusto esquecimento. As suspeitas para esta constatação recaem, primeiro, sobre ele mesmo-tinha aversão a tudo que cerca a notoriedade literária. Em seus textos, principalmente as crônicas e em sua brilhante obra poética, o autor devassa perplexidades humanas com poesia, prosa de penetrante originalidade, bom humor e doses benignas e aceitáveis de compaixão. Neste primeiro livro da série, reúne as crônicas líricas e existenciais, trazendo, entre outras, as famosas 'Um homenzinho na ventania', 'Por que bebemos tanto assim', 'O amor acaba'.

O que estão dizendo - Escrever uma resenha

Não encontramos nenhuma resenha nos lugares comuns.

Outras edições - Visualizar todos

Informações bibliográficas