Nietzsche E Deleuze - Barbaros,

Capa
Annablume, 2004 - 268 páginas
1 Resenha
Os textos aqui elaborados reúnem trabalhos apresentados no Quarto Simpósio Internacional de Filosofia Nietzsche e Deleuze - Bárbaros, Civilizados, realizado em Fortaleza, Ceará, em 2002, sob a Coordenação do Laboratório de Estudos e Pesquisas da Subjetividade da Universidade Federal do Ceará. Quem é o bárbaro de quem? Quem é o estrangeiro de quem? Quem são os bárbaros, quem são os civilizados? Pode-se, ainda, falar em termos de dualidades ou de pensamento binário sem, simultaneamente, apelar para a verdade e o juízo? Trata-se, sobretudo, e este é o fio condutor dos textos aqui elaborados, de falar com em vez de falar sobre.
 

O que estão dizendo - Escrever uma resenha

Não encontramos nenhuma resenha nos lugares comuns.

Conteúdo

Apresentação
7
Devir bárbaro ou a potência do Caos
25
Pensar migrar
39
Cinismo e piedade made in USA
61
o corpo devastado
75
Tecnologia e seleção
103
Morada do ente
119
Desespero e tédio
131
na proximidade do nada
179
Antigos e novos bárbaros
189
Filosofia para suínos
203
Dioniso na Grécia Apolínea
215
O ocaso da vítima para além da cafetinagem da criação
227
Bárbaros no século XXI? What is barbarity in actuality?
237
La dialéctica de la civilización en el pensamiento
251
Os autores
265

Política da multiplicidade
147

Termos e frases comuns

Informações bibliográficas