Nadando contra a morte

Capa
Formato, 1 de jan de 1998 - 93 páginas
0 Resenhas
Vinda do interior para trabalhar como doméstica com uma família de classe média, Maria do Amparo, 14 anos, foi estuprada pelo patrão e engravidou. A menina conseguiu esconder da patroa a gravidez, mas não a criança. E recebeu um ultimato - que se livrasse dela. Desesperada, depois de andar a esmo pelas ruas, Maria do Amparo se atira no rio com a filhinha. A história de Maria do Amparo e seu salvamento por dois esportistas (um nadador e um remador) é narrada por meio de depoimentos da menina, do nadador, do remador, do capitão do Corpo de Bombeiros, que tira todos do rio, e de outras personagens que presenciaram o fato.

O que estão dizendo - Escrever uma resenha

Não encontramos nenhuma resenha nos lugares comuns.

Informações bibliográficas