Meu livro de cordel

Capa
Global Editora, 1987 - 98 páginas
Neste livro, a literatura de cordel, enquanto gênero literário, é trabalhada em 43 poemas. Cora Coralina homenageia os menestréis nordestinos, que para ela são 'irmãos do nordeste rude'. Apresenta a alma dos rios, das pedras, dos gestos exaustos das lavadeiras, a simplicidade da vida, do amor e da morte.

O que estão dizendo - Escrever uma resenha

Comentário do usuário - Sinalizar como impróprio

Eu li o E-book comercializado pela Amazon. Este livro de Cora Coralina é um livro de poesias intitulado inapropriadamente de Meu livro de cordel. Infelizmente, apesar da notoriedade da autora, ela não escreveu um livro de cordel. O cordel é uma forma de literatura difundida no Nordeste do Brasil oriunda de Portugal, embora tenha sido originada em tempos remotos na antiga Grécia, Roma, Cartago, Fenícia... Inicialmente era transmitida apenas de forma oral pelos antigos trovadores. Caracterizou-se por ser uma literatura popular, cantada pois era declamada pelos seus criadores. Por ser cantada, carecia de ser rimada.
O fato é, que apesar de belas poesias inseridas neste livro pela autora, a sua grande maioria é sem rimas.
Leia a resenha completa no meu blog - Verdades de um Ser em http://verdadesdeumser.com.br
 

Conteúdo

PARTE
i
Variação
15
Este Relógio
22
Pablo Neruda 1
31
Jabuticabal I
41
Rio Vermelho
47
Dolor
50
Humildade
59
Vida das Lavadeiras
65
Eu Voltarei
71
Cora Coralina Quem É Você?
81
Meu Destino
87
O Chamado das Pedras
94
Não Conte pra Ninguém 101
101
Meu Pai 103
107
Direitos autorais

Outras edições - Visualizar todos

Informações bibliográficas