Língua materna: letramento, variação e ensino

Capa
Parábola Ed., 2002 - 143 páginas
0 Resenhas
Este livro propõe uma pedagogia da língua materna que não perde de vista o fato fundamental da heterogeneidade linguística. Ao ampliarem a noção de alfabetização pela noção de letramento, bagno, Stubbs e Gagné se posicionam em prol de uma educação lingüística que abandone o estudo da língua como objeto em si mesma e passe a incorporar o conceito de heterogeneidade como aspecto fundamental do ensino de língua nas escolas. Esta proposta do ensino de língua é exposta em uma tríplice perspectiva; bagno expõe o assunto em perspectiva brasileiras, Stubbs, em perpectiva inglesa e Gagné, em perspectiva quebequense. Os leitores terão a pluralidade de abordagens com que se dá a incorporação à linguística da análise histórica e cultural como fator determinante.

O que estão dizendo - Escrever uma resenha

Não encontramos nenhuma resenha nos lugares comuns.

Informações bibliográficas