Independência: história e historiografia

Capa
Editora Hucitec, 2005 - 934 páginas
0 Resenhas
Tema recorrente da historiografia brasileira, a Independência continua a produzir fecundas polêmicas dentro e fora do mundo acadêmico. Reunindo trabalhos de especialistas brasileiros e estrangeiros apresentados no seminário internacional "Independência do Brasil - História e Historiografia", em 2003, este livro amplia as investigações para o entendimento desse importante e decisivo momento da formação do Estado e da Nação brasileiros. Sumário - Prólogo (István Jancsó); Independência , independências ((István Jancsó); A Independência na historiografia brasileira (Wilma Peres Costa); A visão estrangeira; a Independência do Brasil (1780-1850) na historiografia européia e norte-americana (Hendrik Kraay); A Independência do Brasil na historiografia portuguesa (Zília Osório de Castro); Os primórdios do processo de independência hispano-americano (Juan Carlos Garavaglia); Um império, um reino e uma monarquia na América - as vésperas da Independência do Brasil (Ana Cristina Araújo); Construtores e herdeiros - a trama dos interesses na construção da unidade política (Ilmar Rohloff de Mattos); As esquadras imaginárias - No extremo norte, episódios do longo processo de Independência do Brasil (André Roberto de A. Machado); Miguel Bruce e os 'horrores da anarquia' no Maranhão, 1822-1827 (Mattias Röhrig Assunção); Pernambuco e sua área de influência - um território em transformação , 1780-1824 (Denis Antonio de Mendonça Bernardes); 'Ao mesmo tempo sitiantes e sitiados'. A luta pela subsistência em Salvador, 1822-1823 (Richard Graham); Itinerário da Bahia na Independência do Brasil, 1821-1823 (Thomas Wisiak); Sociedade e projetos políticos na província do Rio de janeiro, 1820-1824 (Cecília Helena de Salles Oliveira); Identidades políticas e a emergência do novo Estado nacional - o caso mineiro (Ana Rosa Cloclet da Silva); São Paulo na Independência (Miriam Dolhlhnikoff); O processo de independência numa região fronteiriça (Helga Iracema Landgraf Piccolo); Independência no papel - a imprensa periódica (Marco Morel); Os panfletos políticos e a cultura política da Independência do Brasil (Lúcia Maria Bastos Pereira das Neves); Sociabilidade maçônica e Independência do Brasil, 1820-1822 (Alexandre Mansur Barata); As bases institucionais da construção da unidade (Maria de Fátima Silva Gouvêa); O Brasil e a 'experiência cisplatina' , 1817-1828 (João Paulo G. Pimenta); A retórica da recolonização (Márcia Regina Berbel); Escravismo e Independência - a ideologia da escravidão no Brasil, em Cuba e nos Estados Unidos nas décadas de 1810 e 1820 (Rafael de Bivar Marquese); 'Seriam todos cidadãos' - os impasses na construção da cidadania nos primórdios do constitucionalismo no Brasil, 1823-1824 (Andréa Slemian); 'Elites econômicas' em finais do século XVIII - mercado e política no centro-sul da América lusa. Notas de uma pesquisa (João Fragoso); Os negros armados pelos brancos e suas independências no Nordeste, 1817-1848 (Marcus J.M. de Carvalho); Aspirações barrocas e radicalismo ilustrado. Raça e nação em Pernambuco no tempo da Independência, 1817-1823 (Luiz Geraldo Silva).

De dentro do livro

O que estão dizendo - Escrever uma resenha

Não encontramos nenhuma resenha nos lugares comuns.

Outras edições - Visualizar todos

Termos e frases comuns

Informações bibliográficas