História da morte no ocidente

Capa
Ediouro, 2003 - 312 páginas
4 Resenhas
Philippe Ariès mostra o comportamento humano diante da morte na sociedade ocidental cristã, sob o ponto de vista histórico e sociológico, abrangendo o período que vem desde a Idade Média- quando a morte era domesticada - até o desenlace de nosso dias, onde a percepção social só vê o maldito, a negação absoluta. O leitor encontrará neste livro uma pesquisa de Ariès acerca da história das atitudes do homem ocidental perante a morte. O que este historiador nos apresenta aqui constitui o essencial das suas descobertas - como se passou, lenta mas progressivamente, da morte familiar, 'domesticada' (na Idade Média), para a morte repelida, maldita, 'interdita' (hoje em dia).

O que estão dizendo - Escrever uma resenha

Comentário do usuário - Sinalizar como impróprio

dgdf

Informações bibliográficas