Guardei no armário: A experiência de um jovem homossexual, negro e ex-evangélico na sétima maior cidade do mundo.

Capa
Pragmatha, 23 de mai. de 2016 - 264 páginas

Nascido em berço evangélico, as brincadeiras no quintal de casa misturavam-se em meio aos cultos da igreja. O púlpito do altar se mostrava cada vez mais próximo a cada novo cargo assumido, enquanto os questionamentos internos se afloravam em um turbilhão de pensamentos. O primeiro amor, a construção da identidade e as descobertas, são temas que o autor descreve em histórias marcantes vividas por ele.  O medo ao descobrir-se homossexual, a autoaceitação como homem negro e o rompimento com a religião dão o tom a esta obra autobiográfica de Samuel Gomes, que marca a entrada do autor na literatura nacional. Neste livro, narrado em primeira pessoa, o autor faz um convite ao leitor para visitar seu armário, compartilhando suas experiências, lutas e superações de um jovem negro, homossexual e ex-evangélico na periferia da sétima maior cidade do mundo.


O que estão dizendo - Escrever uma resenha

Não encontramos nenhuma resenha nos lugares comuns.

Sobre o autor (2016)

SOBRE O AUTOR

Samuel Gomes é um jovem escritor e Youtuber brasileiro. Iniciou sua carreira na literatura com a obra de estreia “Guardei no Armário”, 2016. Designer gráfico por formação, deu os primeiros passos no audiovisual com o canal no Youtube de mesmo nome de seu primeiro livro. Militante LGBTs, palestra sobre diversidade sexual por todo o país, sendo reconhecido por por sua contribuição social através do canal no Youtube, e é considerado referência entre os digital influencers negros no país.


Informações bibliográficas