Ensaio sobre a cegueira: romance

Capa
Caminho, 1 de jan de 1995 - 310 páginas
27 Resenhas
Um motorista parado no sinal se descobre subitamente cego. É o primeiro caso de uma 'cegueira branca' que logo se espalha incontrolavelmente. Resguardados em quarentena, os cegos se perceberão reduzidos à essência humana, numa verdadeira viagem às trevas. José Saramago nos dá, aqui, uma imagem aterradora e comovente de tempos sombrios, à beira de um novo milênio, impondo-se à companhia dos maiores visionários modernos, como Franz Kafka e Elias Canetti.

De dentro do livro

O que estão dizendo - Escrever uma resenha

Avaliações de usuários

5 estrelas
22
4 estrelas
4
3 estrelas
1
2 estrelas
0
1 estrela
0

Comentário do usuário - Sinalizar como impróprio

Um motorista parado no sinal se descobre subitamente cego. É o primeiro caso de uma 'treva branca' que logo se espalha incontrolavelmente. Resguardados em quarentena, os cegos se perceberão reduzidos à essência humana, numa verdadeira viagem às trevas.'O Ensaio sobre a cegueira' é a fantasia de um autor que nos faz lembrar 'a responsabilidade de ter olhos quando os outros os perderam'. José Saramago nos dá, aqui, uma imagem aterradora e comovente de tempos sombrios, à beira de um novo milênio, impondo-se à companhia dos maiores visionários modernos, como Franz Kafka e Elias Canetti.  

Conteúdo

I
11
II
25
III
35
Direitos autorais

14 outras seções não mostradas

Outras edições - Visualizar todos

Termos e frases comuns

Referências a este livro

Todos os resultados da Pesquisa de Livros do Google »

Sobre o autor (1995)

José Saramago was born on November 16, 1922. He spent most of his childhood on his parent's farm, except while attending school in Lisbon. Before devoting himself exclusively to writing novels in 1976, he worked as a draftsman, a publisher's reader, an editor, translator, and political commentator for Diario de Lisboa. He is indisputably Portugal's best-known literary figure and his books have been translated into more than 25 languages. Although he wrote his first novel in 1947, he waited some 35 years before winning critical acclaim for work such as the Memorial do Convento. His works include The Year of the Death of Ricardo Reis, The Stone Raft, Baltasar and Blimunda, The History of the Siege of Lisbon, The Gospel According to Jesus Christ, and Blindness. At age 75, he was awarded the Nobel Prize for Literature in 1998 for his work in which "parables sustained by imagination, compassion and irony, continually enables us to apprehend an elusory reality." He died from a prolonged illness that caused multiple organ failure on June 18, 2010 at the age of 87.

Informações bibliográficas