Em busca de sentido: um psicólogo no campo de concentração

Capa
Editora Sinodal, 2013 - 184 páginas
3 Resenhas
Porta de entrada para a logoterapia, a 'terceira escola vienense de psicoterapia', o texto de Frankl descreve em linguagem narrativa como sentiu e observou a si mesmo, e às demais pessoas, e seu comportamento num campo de extermínio nazista. Toca na essência do que é ser humanon - não renunciar ao sentido da vida.
 

O que estão dizendo - Escrever uma resenha

Comentário do usuário - Sinalizar como impróprio

Seguidor e discípulo de Sigmund Freud, Viktor Frankl defendia a tese fundamentada no Determinismo Social, onde o homem é fruto do meio, sendo formado e transformado por este, ou seja, se um homem nasce numa família agressiva, consequentemente será agressivo no futuro; se um homem nasce em uma favela violenta, consequentemente será marginal. No entanto, apesar de grande sociólogo e médico, por sua ascendência judaica, foi mandado para o campo de concentração de sachsenhausen, na Alemanha, durante a Segunda Guerra Mundial. Nesse local, em meio de brutalidades, abusos e vidas iminentes á morte, Frankl levou consigo papeis, onde foi possível fazer manuscritos através dos relatos verídicos de sua vida no campo de concentração. Observou que milhares de pessoas estavam sendo impostas á fome, aos abusos e á violência todos os dias, mas o comportamento da imensa esfera oprimida, continuava incerto, confuso e inconstante. Diferentes sentimentos, atos, situações surgiam sem pré-determinações, ou sem práticas que justificassem comportamentos de toda esfera. Por essa razão, observou que não é possível o meio transformar o comportamento de milhares de pessoas, quanto mais de apenas uma. Relatando, portanto, que o "homem é autodeterminante", ele se transforma no que fez de si mesmo, através de suas decisões, apenas por suas escolhas, possuindo características próprias, incapaz de pré-determinar comportamentos e práticas em meio á diversas situações expostas. Seu relato, traz á sociedade situações verídicas de grande utilidade atualmente. 

Comentário do usuário - Sinalizar como impróprio

Cortante profundo

Conteúdo

I
13
II
121

Termos e frases comuns

Informações bibliográficas