Dicionario de simbolos: mitos, sonhos, costumes, gestos, formas, figuras, cores, numeros

Capa
J. Olympio, 1988 - 996 páginas
4 Resenhas
Seria pouco dizer que vivemos num mundo de símbolos: um mundo de símbolo vive em nós. DA psicanálise à antropologia, da crítica de arte à publicação e à propaganda ideológica ou política, ciência, artes e técnicas tentam, cada vez mais, atualmente, decifrar a linguagem dos símbolos, não só para ampliar o campo do conhecimento e aprofundar a comunicação, como também para domar uma energia de um tipo especial, subjacente aos nossos atos, reflexos, tendências e repulsões, das quais apenas começamos a vislumbrar o extraordinário poder.ANos de reflexão e de estudos comparativos sobre um conjunto de informações reunidas por uma equipe de pesquisadores, abrangendo áreas culturais através do desenrolar da história e da extensão do povoamento humano, levaram os autores a demonstrar o caráter profundo da linguagem simbólica, tal como ela se subdivide nas camadas ocultas da nossa mente.TOdos sentirão a importância de Dicionário de símbolos, que, com seus mais de 1.600 artigos, entrelaçados por comparações e remissivas, muitas vezes reestruturados após longa maturação, permite o desvendar do símbolo melhor do que a razão por seus próprios meios. ESte conjunto único abre as portas do imaginário, induz o leitor a refletir sobre os símbolos, assim como Bachelard convidava a sonhar sobre os sonhos, a fim de descobrir o sabor e o significado de uma realidade vibrante.

O que estão dizendo - Escrever uma resenha

Não encontramos nenhuma resenha nos lugares comuns.

Informações bibliográficas