Controle de microrganismos cariogenicos em pacientes submetidos a radioterapia em regiao de cabeca e pescoco: estudo clinico e microbiologico, utilizando-se metodos mecanicos e quimicos

Capa
Universidade Estadual Paulista. Faculdade de Odontologia de Aracatuba, Aracatuba, 2001 - 98 páginas
0 Resenhas
A carie dental, por ser uma doenca cujo desenvolvimento depende basicamente da susceptibilidade dental, de microrganismos cariogenicos, e de um substrato fermentavel que resulta na producao de acidos, apresenta evolucao que depende de fatores que favorecam essas condicoes, como a radioterapia em regiao de cabeca e pescoco. Nesse sentido, o presente trabalho comparou os efeitos do fluor, da clorexidina, e do iodeto de sodio, na prevencao de sequelas como carie de irradiacao e/ou osteorradiomielite em pacientes irradiados. Avaliou-se 52 pacientes divididos em tres grupos, que apos adequacao do meio bucal e cicatrizacao das areas de extracoes dentarias, foram respectivamente tratados com gluconato de clorexidina a 0,12 por cento, fluoreto de sodio a 0,5 por cento, e solucao de iodeto de sodio (2 por cento)-H[vbar]O[vbar] (1O volumes), atraves de bochechos diarios. Concluiu-se que o uso de fluoretos, clorexidina e solucao de iodeto de sodio potencializaram os meios fisicos de profilaxia, sendo a clorexidina a mais eficaz na reducao de ufc de S.mutans. Considera-se ainda que a ocorrencia de carie e/ou osteorradionecrose nesses pacientes pode ser controlada, desde que sejam instituidos adequados meios de higiene bucal (AU).

O que estão dizendo - Escrever uma resenha

Não encontramos nenhuma resenha nos lugares comuns.

Informações bibliográficas