Boniteza de um sonho: ensinar-e-aprender com sentido

Capa
Instituto Paulo Freire, 2008 - 119 páginas
1 Resenha
O título do livro de Moacir Gadotti, 'Boniteza de um sonho - ensinar-e-aprender com sentido', fala de sonho e de sentido, que apresentam o mesmo significado. 'Sentido' quer dizer caminho não-percorrido, mas que se deseja percorrer, portanto, traduz projeto, sonho, utopia.

O que estão dizendo - Escrever uma resenha

Comentário do usuário - Sinalizar como impróprio

Boniteza de um sonho: ensinar – e – aprender com sentido
GADOTTI, Moacir. Boniteza de um sonho: ensinar – e – a prender com sentido. Novo Hamburgo: Feevale, 2003. 80p.
Moacir Gadotti, autor do livro Boniteza de um sonho, é pedagogo, filósofo, professor de história e filosofia. Atualmente Gadotti é professor titular na Universidade de São Paulo e diretor do Instituto Paulo Freire. Possui um grande número de publicações, muitas delas inspiradas em Paulo Freire, onde os eixos centrais são a formação do professor e a construção da educação. Como outras obras importantes podemos destacar: “A educação contra a educação” (1981), “Convites à leitura de Paulo Freire” (1988), “Pedagogia da Práxis” (1995), “Paulo Freire: uma biobibliografia” (1996), entre outras. Esse livro é recomendado para os educadores em geral, e para os acadêmicos dos cursos de licenciatura.
Esta obra está dividida em sete capítulos, onde no primeiro capítulo, intitulado “Porque ser professor?”, Gadotti relembra as ideias de Paulo Freire sobre o sonho, a beleza de ser professor, porém ele também aponta as dificuldades e a desvalorização desta profissão. O autor ainda sustenta que hoje “não é nem mais difícil nem mais fácil do que era há algumas décadas atrás. É diferente.” (p.15).
No segundo capítulo, “Crise de identidade, crise de sentido”, o autor, mostra que os professores necessitam evidenciar as características de sua profissão e assim superar a crise de identidade que os cercam, percebendo o sentido de sua profissão e não limitando-se a reproduzir o conhecimento que lhes foi transmitido. Usando as palavras de Moacir podemos dizer que “o professor não pode ser um mero executor do currículo oficial” (p. 25).
O terceiro capítulo, “Formação continuada do professor”, retrata que os docentes devem ter uma formação contínua, visando uma cooperação, para que seu trabalho não seja unicamente escolar. Nesse capítulo, Gadotti ainda elenca as exigências mínimas para que os professores consigam essa formação, considerando também que tais exigências estão previstas em legislação.
O quarto capítulo, nomeado “Ser professor na sociedade aprendente”, o autor nos mostra as diferenças entre ter competência e habilidade, nos apontando a importância da reflexão para um bom desempenho do trabalho. Moacir, ainda destaca que para aprimorarmos nossos conhecimentos devemos saber o que é conhecer e ainda mais, como conhecer.
Como vimos no quinto capítulo, “Aprender com emoção, ensinar com alegria”, o autor nos mostra que é muito importante aprendermos, e também ensinarmos mostrando o sentido da aprendizagem, pois “aprender não é acumular conhecimentos” (p. 48), por isso devesse relacionar o que se está ensinando, com o meio em que vivemos, para que se consiga aumentar o desejo de aprender dos alunos. Outro ponto importante que Gadotti destaca é que “é preciso gostar de ser professor para ensinar” (p. 55), pois senão nos tornaremos apenas gestores de conhecimento e nossas aulas não se tornam atrativas.
No capítulo 6, “Educar para uma vida saudável”, Moacir Gadotti, nos fala da “Pedagogia da Terra”, elencando ainda alguns de seus saberes/valores, mostrando-nos que devemos aprender e ensinar a ler o mundo, pois ele é o nosso primeiro educador.
No capítulo 7, “Ser professor, Ser educador”, Gadotti começa o capítulo usando as palavras de Rubem Alves, onde este por sua vez nos mostra a diferença de ser professor e ser educador, dizendo-nos ainda que uma é profissão e a outra é vocação, porém “todo professor é pro função educador”(p. 68), pois “o papel do professor é educar através do ensino”(p. 71), o autor nos traz isso sempre nos mostrando a importância da educação para a humanidade.
Neste livro, pude perceber que o autor nos mostra a educação como um sonho a ser realizado, um caminho a ser percorrido e por ser um livro voltado a professores, e ainda futuros professores, Moacir
 

Informações bibliográficas