Análise in vitro da percolação apical em dentes obturados empregando-se o método de infiltração e quantificação do nível de endotoxina

Capa
2003 - 98 páginas
0 Resenhas
Considerando-se a necessidade da obturação tridimensional do sistema de canais radiculares, como fator decisivo para o êxito da terapia endodôntica instituída, este estudo objetivou quantificar a percolação da endotoxina bacteriana (LPS) em dentes uniradiculares recém extraídos, obturados pelas técnicas de condensação lateral e termoplástica por ondas contínuas de condensação (System B). Para tanto, a coroa e parte da porção cervical de cada elemento dentário foi removida, sendo, em seguida, realizado o preparo químico-cirúrgico empregando-se limas de NiTi Kđ de conicidade 0.04 e creme de Endo PTC associado ao hipoclorito de sódio a 1%, estabelecendo-se como limite de instrumentação à distância de 1mm aquém do forame. A seguir as amostras foram esterilizadas por radiação Gama e impermeabilizadas externamente com cianoacrilato e resina epóxica de rápida polimerização. Os espécimes foram divididos em 2 grupos experimentais levando-se em conta as técnicas de repleção, G I -Condensação lateral; G II - System B; e os dois grupos controle, formados por dois dentes cada. Após esta etapa os mesmos foram fixados em tubos de polipropileno tipo eppendorf (câmara superior), sendo o vedamento da interface tubo/dente realizada com resina epóxica de rápida polimerização. A câmara superior, com a amostra a ser analisada, foi colocado em recipiente de vidro estéril (câmara inferior) contendo 01 mL de água livre de pirogênio. Neste experim.

O que estão dizendo - Escrever uma resenha

Não encontramos nenhuma resenha nos lugares comuns.

Informações bibliográficas