A noite

Capa
EDIOURO (RJ) - 120 páginas
Após a agonia que viveu como prisioneiro de Hitler, Elie Wiesel encontrou uma arma para evitar que algo semelhante ocorresse novamente - a memória. O autor, que recebeu o Prêmio Nobel da Paz em 1986, narra em 'A noite' os horrores que presenciou nos campos de concentração alemães na Segunda Guerra Mundial, inclusive a morte de seus pais e sua irmã mais nova.

O que estão dizendo - Escrever uma resenha

Comentário do usuário - Sinalizar como impróprio

O nome do autor é Eliezer Wiesel, sobrevivente dos campos de concentração da Alemanha que dizimou 6 milhões de judeus durante a II Guerra. É ganhador do prêmio Nobel da Paz de 1986 pelo seu conjunto de obra (mais de 40). Este livro é o primeiro escrito pelo autor em 1958, estimulado por seu amigo François Mauriac (Prêmio Nobel de Literatura). É um livro denso, condensado e extremamente conciso. Linguagem simples e crua. Um panorama do mal absoluto e de como ele se manifesta. A Noite é a descoberta do mal e da constatação de que este mal advém do próprio homem e independe de qualquer deus ou ser onipresente, mesmo no homem que acredita neste ser. 

Informações bibliográficas