Inteligência coletiva (A)

Capa
Edições Loyola, 2007 - 212 páginas
6 Resenhas
A magia dos mundos virtuais está cada dia mais ao alcance do grande público: o número de usuários das redes mundiais de comunicação informatizada aumenta 10 ao mês. AS “autoestradas da informação” e a multimídia interativa anunciam uma mutação nos modos de comunicação e de acesso ao saber. EMerge um novo meio de comunicação, de pensamento e de trabalho para as sociedades humanas: o ciberespaço. COmo nossa cultura será afetada por ele? Teremos apenas uma supertevê ou renovaremos o vínculo social no sentido de obter uma maior fraternidade? Neste livro, Pierre Lévy nos convida a pensar, além do impacto das técnicas sobre a sociedade, em termos de projeto. OS novos meios de comunicação permitem aos grupos humanos pôr em comum seu saber e seu imaginário. FOrma social inédita, o coletivo inteligente pode inventar uma democracia em tempo real , uma ética da hospitalidade, uma estética da invenção, uma economia das qualidades humanas. O Autor situa o projeto da inteligência coletiva em uma perspectiva antropológica de longa duração. DEpois de ter sido fundados na relação com os cosmos, na pertença aos territórios e finalmente na inserção no processo econômico, a identidade das pessoas e o vínculo social poderiam expandir-se no intercâmbio de conhecimentos.

O que estão dizendo - Escrever uma resenha

Não encontramos nenhuma resenha nos lugares comuns.

Informações bibliográficas