A duração do dia

Capa
Editora Record, 2010 - 103 páginas
"Prêmio APCA: Melhor livro de 2010 na categoria Poesia Adélia Prado — premiadíssima autora de Bagagem e Filandras, e com mais de 500 mil exemplares vendidos de sua obra — é uma das mais aclamadas escritoras da literatura brasileira, ao lado de nomes como Nélida Piñon, Lívia Garcia-Roza e Lya Luft. Com uma obra que inclui prosa, poesia e, recentemente, a estréia na literatura infantil com Quando eu era pequena, Adélia encanta mais uma vez em A DURAÇÂO DO DIA pela linguagem ao mesmo tempo poética e impactante. Depois de 10 anos sem publicar um livro de poesia, Adélia retorna ao gênero que a consagrou. E confirma porque é uma das maiores poetisas do país. A DURAÇÃO DO DIA expõe uma poetisa sutil e sedutora, em versos que falam de amor, desejos, frustrações, sonhos. Uma sinuosa viagem pelos caminhos do coração. Com um estilo que contrasta a leveza das palavras com a força dos sentimentos, seu olhar único sobre as coisas aparentemente desimportantes do cotidiano revela a perplexidade e encantamento da vida. Numa narrativa extremamente pessoal, Adélia volta a temas recorrentes em sua literatura: a vida provinciana, a religiosidade, as cores do campo, num espelho de sua própria experiência. Muitas vezes, Adélia opta por expor conflitos entre o sagrado e o profano, observados a partir de coisas simples da natureza ou até mesmo da leitura de um texto religioso. O livro traz textos repletos de emoções que, para a autora, são inseparáveis da criação, ainda que nascidas, muitas vezes, do sofrimento. Apesar de muitos e variados, abordando temas tão diversos quanto o amor carnal, o amor divino, a vocação do poeta, as cores e as dores da vida, os textos de A DURAÇÃO DO DIA possuem uma unidade, uma fala peculiar. Uma viagem literária de 24h, mas que permanece eterna em cada página."

O que estão dizendo - Escrever uma resenha

Não encontramos nenhuma resenha nos lugares comuns.

Informações bibliográficas