A construção da política: democracia, cidadania e meios de comunicação de massa

Capa
FGV Editora, 2004 - 216 páginas
0 Resenhas
Uma pessoa qualquer, em uma grande cidade do país, que expectativas alimenta em relação ao Estado? Como justifica sua inserção em um mundo político onde sua participação é descrita como fundamental? Como situar os diferentes meios de comunicação nesta realidade política e cognitiva? A partir de uma série de entrevistas em profundidade, este livro procura responder a estas perguntas, para compreender a formação das atitudes políticas do cidadão comum contemporâneo e a influência relativa da mídia neste processo.
 

O que estão dizendo - Escrever uma resenha

Não encontramos nenhuma resenha nos lugares comuns.

Conteúdo

Agradecimentos
9
Descobrindo os personagens
27
Construção de sentidos para o mundo público
41
Alienação à brasileira?
58
Atitudes políticas do cidadão brasileiro
65
Em busca do conhecimento político suficiente
129
quadros de referência para explicar a política
135
informação é poder
142
Implicações para a atitude política
169
naturalização
185
novelização
191
Mais canais e mais sentidos
201
Bibliografia
207
Direitos autorais

Outras edições - Visualizar todos

Termos e frases comuns

Passagens mais conhecidas

Página 208 - A sketch of a cognitive approach to comprehension: some thoughts about what it means to comprehend. In: Weimer WB, Palermo DS (eds) Cognition and...
Página 208 - Do Bolso para as Urnas: a Influência da Economia na Escolha entre Fernando Henrique e Lula nas Eleições de 1998" Dissertação de Mestrado, IUPERJ.
Página 214 - Common-sense and scientific interpretation of human action', Philosophy and Phenomenological Research, vol.
Página 207 - A televisão como repertório de exemplos: mecanismos de incorporação de explicações políticas. Revista Teoria e Pesquisa, UFSCar, n.
Página 214 - SOARES, Gláucio Ary Dillon. Sociedade e política no Brasil: desenvolvimento, classe e política durante a Segunda República. São Paulo: Difusão Européia do Livro, 1973.
Página 215 - Quand lire c'est faire: 1'enonciation dans le discours de Ia presse écrite. In: Semiotique II.

Informações bibliográficas